Fluminense encara a LDU em sua estréia na Libertadores

Equipe carioca retorna à competição sul-americana depois de 23 anos de ausência

Redação,

19 de fevereiro de 2008 | 18h01

Depois de 23 anos, o Fluminense está de volta à Copa Libertadores da América e estréia nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), contra a LDU, no Estádio Casa Blanca, em Quito, a 2.850 metros acima do nível do mar. É uma bela chance de a equipe tricolor apagar a má impressão deixada na Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca), na qual foi eliminada na fase semifinal - perdeu para o Botafogo, por 2 a 0, no fim de semana.Veja também: Classificação Calendário / Resultados"Todos estão chateados, mas sabemos que o Botafogo é passado e vamos em busca da vitória", declarou o atacante Washington, que vai disputar pela primeira vez a Libertadores e está confiante na volta por cima do Fluminense. "Temos um grupo experiente e vamos conversar muito para não errar. A equipe vai levar desvantagem em relação a LDU, mas espero que seja um probleminha, uma pedrinha a superar", disse, referindo-se à altitude de Quito. LDU - EQUCevallos; Campos, Calle, Norberto Araujo e Enrique Vera; Patricio Urrutia, Guerrón, Luis Bolaños e Chango; Damián Manso e Claudio BielerTécnico: Edgardo Bauza FluminenseFernando Henrique, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar; Ygor, Mauricio (Dodô), Arouca e Thiago Neves; Leandro Amaral e WashingtonTécnico: Renato GaúchoÁrbitro: Albert Duarte (Colômbia)Estádio: Casa Blanca, em QuitoHorário: 21h45 (de Brasília)Da última vez que participou da Libertadores, em 1985, o Fluminense não guarda boas lembranças: não passou da primeira fase. O atual elenco assegura estar preparado para superar um obstáculo típico dessa competição: a arbitragem. Com a palavra o defensor Luiz Alberto, capitão do time carioca."A dividida é mais forte, a arbitragem deixa o jogo correr e não dá qualquer falta. Temos que ser espertos", destacou o zagueiro tricolor, que exige respeito ao adversário equatoriano. "Sei que é uma boa equipe e de tradição. Eles mesclam jogadores do país e de fora. Sabemos que vai ter muita catimba", contou. "Temos que ter aplicação, atenção e determinação para conquistar um bom resultado."

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresFluminenseLDU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.