Fluminense encara o clássico preocupado com Adriano

Adriano de um lado, Fred de outro. Companheiros na seleção brasileira que disputou a Copa do Mundo de 2006, os atacantes são as grandes estrelas do clássico entre Flamengo e Fluminense, que será disputado neste domingo, às 18h30, no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

28 de junho de 2009 | 08h31

Tanto o técnico rubro-negro, Cuca, quanto o tricolor, Carlos Alberto Parreira, passaram a semana preocupados com o artilheiro rival. Ambos prometem forte marcação. Parreira, técnico de ambos na seleção em 2006, sabe bem o que estará a enfrentar. ?O Adriano é capaz de fazer algo surpreendente. Ele é um atacante perigoso, de qualidade inquestionável. Precisa ser marcado bem de perto, em cima?, ensinou.

Enquanto Fred e Adriano prometem centralizar as atenções de torcedores e adversários, um jogador quer roubar a cena. O meia Thiago Neves faz seu jogo de despedida do Fluminense e quer brilhar para deixar saudades nos tricolores.

Parreira decidiu mexer nas laterais da equipe. Mariano retomou o posto na lateral direita de Diogo. O mesmo ocorre com João Paulo, que volta à lateral esquerda em lugar de Augusto. A única dúvida do técnico tricolor está no banco de reservas. O atacante Leandro Amaral sentiu dores no joelho e será reavaliado horas antes do clássico para se saber se poderá ficar à disposição do treinador entre os suplentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.