Mailson Santana/Fluminense
Mailson Santana/Fluminense

Fluminense encara o Madureira pela terceira vitória seguida no Campeonato Carioca

Tricolor carioca está em segundo no Grupo B, atrás apenas do Vasco

Redação, Estadão Conteúdo

30 de janeiro de 2019 | 13h32

O Fluminense quer manter o embalo e busca nesta quarta-feira a sua terceira vitória consecutiva para entrar com mais confiança para o clássico do final de semana contra o Vasco. O adversário será o Madureira, às 21h30, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela quarta rodada da Taça Guanabara - o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Com sete pontos, o Fluminense está na segunda colocação do Grupo B - somente atrás do Vasco, que tem 100% de aproveitamento. Um triunfo contra o Madureira pode ser o suficiente para o time se garantir nas semifinais da Taça Guanabara com uma rodada de antecedência. Para isso, precisa que o Volta Redonda não derrote o Americano, que mandará o jogo em Saquarema (RJ).

Por causa do clássico contra o Vasco, que será neste sábado, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o técnico Fernando Diniz não definiu a escalação do Fluminense para enfrentar o Madureira. A tendência é poupar alguns titulares.

"Estamos pensando em um jogo de cada vez. Temos um jogo difícil amanhã (quarta-feira), não sabemos quem vai jogar, o professor deve definir isso amanhã. Estamos tranquilos, depois descansamos e pensamos no sábado. Claro que são viagens longas, tem jogadores que correm mais em campo e se desgastam mais, mas isso a gente deixa para a comissão técnica resolver", comentou o atacante Luciano.

Autor do terceiro gol do Fluminense contra a Portuguesa, no último domingo, que acabou com um jejum que já durava 12 partidas, Luciano espera que tenha mais chances como titular. "Atacante sempre gosta de marcar. Fazia tempo que não fazia o meu, estava esperando esse para, enfim, a porteira abrir. Temos grandes jogadores no banco, tem o Pedro que ainda vai voltar. Isso é bom para o treinador, uma dor de cabeça boa a mais para ele. Não tenho nem o que dizer do Yony, está nos ajudando bastante. Espero que continue nos ajudando, fazendo gols", disse o atacante, em entrevista coletiva nesta terça-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.