Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Fluminense encara partida decisiva contra a Portuguesa

Os problemas na administração do clube deixarm o clima pesado nas laranjeiras

SÍLVIO BARSETTI, Agência Estado

14 de setembro de 2013 | 08h33

O Fluminense esboçou uma reação nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, mas continua em uma posição bastante desconfortável na tabela de classificação. Está na 16.ª posição, com 23 pontos, logo à frente da Portuguesa, contra quem jogará nesta sábado, às 21 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 21.ª rodada.

Apenas um ponto (23 a 22) separa os dois times. Por isso, a partida é tratada como uma decisão à parte. Uma vitória do Fluminense acalmaria o ambiente nas Laranjeiras, muito tenso nos últimos dias também em razão de escândalos que vieram a público na administração do clube.

O técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu fazer uma alteração no meio de campo. Deixou Willian fora e escalou Fabio Braga em seu lugar. Ele pediu nesta sexta-feira o apoio da torcida e ainda disse acreditar que a equipe possa dar uma arrancada na competição.

Atual campeão brasileiro, o Fluminense já deixou para trás há várias rodadas a ilusão de que poderia conquistar o bicampeonato. No discurso de dirigentes e de Luxemburgo, ainda há uma leve esperança de que o time carioca possa conseguir uma vaga para a Copa Libertadores do ano que vem. Para isso, seria preciso realmente uma série de vitórias, como ocorreu na reta final do Brasileirão de 2009, que levou a equipe a escapar do rebaixamento.

O problema é que o grupo, atualmente, não conta com Fred, contundido, e Conca, dois atletas fundamentais na campanha de reação daquele ano. Além deles, perdeu Thiago Neves, Wellington Nem e Deco, que brilharam pelo Fluminense nas temporadas seguintes.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.