Nelson Perez/Estadão
Nelson Perez/Estadão

Fluminense entra na Copa do Brasil com outro espírito

Em posição ruim no Brasileirão, time tem na competição maior chance de título

LEONARDO MAIA, Agência Estado

21 de agosto de 2013 | 07h49

RIO - Em outro momento, o Fluminense poderia encarar a Copa do Brasil como um desgaste desnecessário. Não agora. Como vai mal no Brasileirão, tem a oportunidade de salvar o ano na competição em que estreia nesta quarta-feira, diretamente nas oitavas de final. O primeiro desafio é contra o Goiás, a partir das 21h50, no Maracanã.

Mas não vá dizer ao técnico Vanderlei Luxemburgo que sua equipe está fora da jogada no Brasileirão, no qual ocupa apenas o 13º lugar, e que a Copa do Brasil é a tábua de salvação da temporada. "Se ganharmos três jogos seguidos, ainda temos todo segundo turno", discursou o treinador, se recusando a priorizar a nova competição.

Por outro lado, Luxemburgo admite que disputar a Copa do Brasil neste momento é uma motivação interessante. Ao contrário do Brasileirão, no qual o time precisará empreender uma campanha de recuperação fantástica para sonhar pelo menos com uma vaga para a Libertadores de 2014, na Copa do Brasil todos os times estão em igualdade de condições. "Não resta dúvida que são oito jogos para o título e entramos, como todas as equipes, na mesma situação", disse o técnico.

Antes do treino de terça-feira, nas Laranjeiras, Luxemburgo reuniu todo o elenco. Com muitos gestos e mostrando intensidade, ele conversou e passou instruções ao grupo por mais de 20 minutos. Nada de muitos mistérios, apenas uma forma de manter os jogadores ligados no objetivo e destacar que o duelo com o Goiás não tem relação com o mau momento no Brasileirão.

Ao contrário, a mensagem passada foi a necessidade de mudar a chave e se preparar para uma disputa com características completamente distintas da dos pontos corridos. "Muda totalmente o conceito em relação ao Brasileirão. O espírito é outro. É preciso não tomar gols em casa e fazer fora. O enfoque é diferente, tem que diminuir o porcentual do erro", ensinou o técnico, campeão da competição em 2003, pelo Cruzeiro.

O Fluminense terá algumas novidades na escalação, com relação à vitória sobre o Náutico no sábado. Gum e Edinho, então suspensos, retornam. Já o atacante Rafael Sóbis sente desgaste muscular e será substituído por Samuel, autor do único e belo gol no triunfo sobre os pernambucanos no Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.