Fluminense espera boa atuação de Fred contra o Santos

Em crise, por causa de seguidos fracassos na temporada, o Fluminense vai contar com Fred no jogo contra o Santos, neste sábado, às 21 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante cumpriu suspensão na última rodada, quando o time foi derrotado pelo São Paulo. Mas ele jogou no meio de semana e não conseguiu ajudar o clube a se manter na Copa do Brasil - os cariocas perderam para o Goiás por 2 a 0 e acabaram eliminados.

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2013 | 08h17

Embora sempre seja uma referência para o ataque do Fluminense, o próprio Fred já admitiu que passa por uma fase irregular. Não precisaria ter dito isso. Torcedores e comissão técnica já chegaram a essa conclusão. Ele tem alternado boas e más apresentações e preocupa notadamente o técnico Vanderlei Luxemburgo, já bastante questionado nas Laranjeiras por não ter conseguido uma reação após a demissão de Abel Braga.

O que pode ser benéfico para o Fluminense no confronto deste sábado é que seu adversário também não dá sinais de que vai se recuperar no Brasileirão. Trata-se de uma partida entre dois grandes times, que, antes da competição, eram considerados favoritos ao título. Hoje, o Fluminense luta para se distanciar da zona de rebaixamento e o Santos pós-Neymar vê a possibilidade de chegar entre os primeiros cada vez mais longe.

Luxemburgo pegou carona no discurso de Fred, assim que a equipe voltou de Goiânia na última quinta-feira. O atacante disse que estava na hora de o time se aproximar mais da torcida, que a diretoria deveria ajudar nisso - provavelmente reduzindo o preço dos ingressos nos jogos do Rio de Janeiro -, até para não repetir o sufoco pelo qual passou em 2009, quando precisou de uma arrancada histórica na reta final a fim de evitar o rebaixamento na competição.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.