Fluminense ganha do Entrerriense

O Fluminense venceu o Entrerriense por 3 a 0, nesta quarta-feira, em Três Rios, pelo segundo turno do Campeonato Carioca. O jogo foi marcado por um tumulto na etapa final, quando o árbitro Ubiraci Damásio anulou um gol do time da casa, irritando alguns diretores, que invadiram o campo, paralisando a partida por cerca de 10 minutos.Com três atacantes (Júlio César, Magno Alves e Marco Brito), o Fluminense foi com tudo para o ataque e foi superior desde o início da partida. O primeiro gol saiu aos 24 minutos, quando o zagueiro Maurício chutou forte no ângulo direito do goleiro João Paulo. Logo em seguida, Zé Carlos cortou um cruzamento com a mão, mas o árbitro não marcou pênalti para o Entrerriense.No segundo tempo, o gol de Magno Alves aos 12 minutos deu a tranqüilidade necessária ao Fluminense para assegurar a vitória. Mas aí veio toda a confusão, com o gol anulado do Entrerriense. Depois do tumulto, o meia Da Silva acabou sendo expulso, diminuindo as chances de reação do time da casa.Mas, no recomeço da partida, o Entrerriense teve a chance de marcar seu gol. Aos 24 minutos, o zagueiro Zé Carlos, do Fluminense, fez pênalti e ainda recebeu o cartão vermelho. Na cobrança, o atacante Zé Carlos desperdiçou a oportunidade e, além disso, reclamou com o árbitro e também foi expulso. O terceiro gol do Fluminense saiu aos 29 minutos, novamente com Magno Alves, fechando a vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.