Fluminense ganha e deixa Palmeiras fora do G4

O Palmeiras estava no G4 do Campeonato Brasileiro havia 14 rodadas e não perdia para o Fluminense no Rio havia 14 anos, desde 1994. Mas, neste sábado, ao levar o primeiro gol ainda aos 14 minutos de jogo, o time palmeirense começou a ver o sonho do quinto título brasileiro ficar mais distante.A derrota por 3 a 0 no Maracanã foi incontestável, em que pese a decisão polêmica do árbitro Sergio Carvalho de validar o gol de abertura do Fluminense, marcado por Carlinhos, num lance em que Washington ''iludiu'' a zaga do Palmeiras ao fazer um movimento proposital com a mão, dando a entender que tocaria a bola de forma irregular.A coincidência dos números poderia suscitar uma contagem dos erros cometidos pelo Palmeiras, agora em quinto lugar, ainda com 55 pontos. Só no primeiro tempo, foram superiores a 14, incluindo os de passe, finalização e as falhas de marcação. Na verdade, o time palmeirense sofreu uma pane. Merecia ter deixado o Maracanã com um placar mais desastroso. Foi totalmente dominado pelo Fluminense, que luta contra o rebaixamento.Como de costume nos dias de grandes jogos no Maracanã, havia um pequeno grupo de turistas europeus nas tribunas do estádio. Se o intérprete não acompanha o Brasileirão, poderia supor que passou alguma informação equivocada no início, ao apontar o Palmeiras como candidato ao título e o Fluminense como um dos piores da competição.Os papéis começaram a se inverter com o gol de Carlinhos, aos 14 minutos. Depois, num infortúnio da zaga aos 37, Mauricio fez contra, após Martinez ter tentado rebater uma bola na pequena área. Fazia muito calor no Maracanã - temperatura acima de 30 graus - e o Palmeiras parecia mais cansado. O terceiro gol do Fluminense, de Júnior César, ainda no primeiro tempo (aos 42), foi um balde de água fria para os palmeirenses.Logo após o segundo gol, o técnico Vanderlei Luxemburgo substituiu Martinez por Denílson. O meio-de-campo do Palmeiras não se entendia e os zagueiros precisaram apelar para os chutões, sem que Kleber e Alex Mineiro conseguissem produzir. Suspenso por ter sido expulso no clássico contra o São Paulo, Diego Souza fez falta na armação das jogadas.No segundo tempo, o quadro não mudou. O Palmeiras tentou pressionar um pouco, mas o Fluminense era quem levava perigo nos contra-ataques. Como diminuiu o ritmo, o time carioca não saiu do Maracanã com uma goleada histórica sobre o rival paulista. Mas a vitória era o que mais importava para o Flu, que, agora com 34 pontos, voltou a deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão.Ficha técnica:Fluminense 3 x 0 PalmeirasFluminense - Fernando Henrique; Carlinhos (Eduardo), Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César; Fabinho (Ygor), Wellington Monteiro, Arouca (David) e Conca; Everton Santos e Washington. Técnico - René Simões.Palmeiras - Marcos; Gustavo, Maurício e Martinez (Denílson); Jumar (Fabinho Capixaba), Pierre, Sandro Silva, Evandro e Leandro; Kleber e Alex Mineiro (Maicossuel). Técnico - Vanderlei Luxemburgo.Gols - Carlinos, aos 14, Maurício (contra), aos 37, e Júnior Cesar, aos 42 minutos do primeiro tempo.Árbitro - Sergio da Silva Carvalho (DF).Cartão amarelo - Martinez, Gustavo, Sandro Silva, Luiz Alberto, Conca e Fabinho.Renda - R$ 421.435,00.Público - 31.973 pagantes.Local - Maracanã, no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.