Fluminense joga sem suas 2 estrelas

Sem Romário e o meia Carlos Alberto, o Fluminense tenta embalar de vez no Campeonato Brasileiro. Para isso, promete atacar a Ponte Preta nesta quinta-feira, às 20h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.Mas o técnico Renato Gaúcho precisa lidar com a ira dos torcedores de uma facção de torcida organizada do Fluminense. Na terça-feira, alguns integrantes estenderam uma faixa de protesto no clube e pediram a saída do treinador. O motivo do protesto, porém, teria sido o corte no número dos ingressos de cortesia."A torcida do Fluminense é composta por nove milhões de pessoas. Não me preocupo com poucos", afirmou Renato Gaúcho, que voltou a lamentar a ausência de Romário, machucado. "Infelizmente, ele estará fora mais uma vez. E esta é a minha única dúvida." A tendência é a de que Renato Gaúcho opte pelo meia Lopes, que atuaria no ataque, ao lado de Sorato. O jogador reconhece a responsabilidade de substituir Romário e ter que ajudar Zada na criação. "Vai me sobrecarregar pois terei que armar e definir. Mas quem entrar vai ajudar a suprir estes desfalques."O meia Carlos Alberto, que está com a seleção brasileira Sub-23 que vai disputar a Copa Ouro, será substituído por Zada. Por causa de todos os problemas, Renato Gaúcho optou em escalar três volantes no meio-de-campo. Marcão, Marciel e Sidney serão os responsáveis e dar liberdade para Lopes e Sorato.

Agencia Estado,

09 de julho de 2003 | 19h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.