Luis Eduardo Noriega/EFE
Luis Eduardo Noriega/EFE

Fluminense lamenta susto, mas celebra passagem de fase na Sul-Americana

Tricolor se classifica às oitavas mesmo após derrota para o Atlético Nacional, por 1 a 0

Redação, Estadão Conteúdo

30 de maio de 2019 | 00h34

Após golear o Atlético Nacional por 4 a 1 no Maracanã, o Fluminense não conseguiu repetir o bom futebol e perdeu por 1 a 0 para a equipe colombiana nessa quarta-feira à noite, na partida de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana. Mesmo assim, os brasileiros avançaram e vão enfrentar o Peñarol na próxima fase.

Para o atacante Yony González, a classificação veio graças ao resultado construído no Rio. Ele admitiu que a equipe brasileira se complicou por ter sofrido um gol logo aos três minutos do primeiro tempo do confronto desta quarta em Medellín.

"Já sabíamos que seria uma partida difícil e que eles são fortes jogando em casa. Tomamos um gol muito cedo, mas penso que o resultado que fizemos no Rio foi muito importante. Eles perderam outras chances ainda na primeira etapa, mas nossa equipe se encontrou e equilibrou o jogo depois", analisou.

O atacante colombiano também lembrou que o desgaste pela longa viagem até o seu país natal pode ter pesado no desempenho do Fluminense. "Isso não é desculpa, mas viemos de uma viagem de quase dez horas e chegamos cansados. Mas mesmo assim demos o nosso melhor para passar de fase e conseguimos conquistar esse objetivo", finalizou.

Na próxima fase, o Fluminense encara o Peñarol, que também se classificou nessa quarta-feira após bater o Deportivo Cali por 2 a 0, em Montevidéu. No fim de semana, pelo Brasileirão, o time carioca vai enfrentar o Athletico, domingo, às 16 horas, na Arena da Baixada pela sétima rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.