Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Fluminense larga na frente do Palmeiras na Copa do Brasil

Vitória tricolor por 2 a 1 deixa confronto pela semifinal aberto

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2015 | 00h04

Perder nunca é um bom resultado, mas por tudo que aconteceu no Maracanã, a derrota do Palmeiras por 2 a 1 para o Fluminense acabou sendo um resultado razoável para o time paulista. Com o placar, o Palmeiras precisa de uma vitória simples, por 1 a 0, quarta-feira que vem, no Allianz Parque, para chegar na decisão da Copa do Brasil.

Além disso, Fred deixou o jogo machucado e não se sabe se terá condições de atuar no jogo da volta. Durante toda a segunda etapa o Fluminense teve de jogar sem seu principal jogador e ficou claro o quanto ele faz a diferença.

Para tentar reforçar a marcação sem abrir mão do ataque, Marcelo Oliveira resolveu escalar Zé Roberto na lateral-esquerda e Amaral e Andrei no meio. Na teoria tinha tudo para dar certo. Na prática, o que se viu foi um time sem pegada na marcação e criação. Os defensores ficaram assistindo os adversários com a bola no pé, enquanto os atacantes ficaram muito distantes do resto do time, por isso, Barrios, Dudu e Gabriel Jesus praticamente não apareceram.

Com liberdade para atacar, o time carioca apostou nos toques de velocidade e boa movimentação para envolver os perdidos defensores palmeirenses e tomar conta do primeiro tempo. O Fluminense teve seus méritos, mas Marcelo Oliveira errou na escalação quando resolveu colocar o inseguro Victor Ramos para marcar o melhor jogador do adversário, Fred. Lá na frente, o menino Gabriel Jesus parecia assustado e perdeu duas excelentes chances, que em outra situação ele teria feito pelo menos um dos gols.

Em ritmo muito mais intenso que o adversário, o Fluminense abriu o placar aos 28 minutos. Fred, sem nenhuma marcação, cabeceou após cobrança de escanteio, Prass fez grande defesa e no rebote Marcos Junior mandou para as redes. O gol não fez efeito para nenhuma das equipes. Os cariocas tocavam a bola com organização e explorando os buracos da defesa alviverde, que acabou entregando mais um gol de bandeja.

Aos 41, falta pela esquerda, Gustavo Scarpa apareceu livre na área e chutou rasteiro. Gum deu um leve desvio e ampliou a vantagem. A euforia pela vantagem no placar logo dividiu as atenções com preocupação. Nos minutos finais, Fred sofreu uma entorse no joelho e no tornozelo esquerdo e teve que deixar o campo.

LEVE MELHORA

No intervalo, o técnico palmeirense fez algo que se tornou corriqueiro. Mexeu no time para tentar corrigir os erros feitos na escalação inicial. Ele tirou Victor Ramos e Andrei e colocou Jackson e Egídio, para tentar, mais uma vez, dar segurança na defesa e opção na criação, com Zé Roberto sendo deslocado para o meio.

A mudança surtiu efeito, pelo menos para amenizar o prejuízo. O Palmeiras voltou mais equilibrado, colocou a bola no chão e passou a ter as rédeas da partida. Até que aos 15, Barrios tocou para Zé Roberto, que trombou com Gum e caiu na área e o árbitro deu pênalti. O meia palmeirense bateu e descontou.

Sem Fred, o Fluminense parecia ter perdido todo seu ímpeto para atacar e o Palmeiras deu a impressão de que estava satisfeito com a derrota por placar mínimo.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 1 PALMEIRAS

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva (Higor Leite), Gum, Marlon e Breno Lopes; Jean, Cícero, Gustavo Scarpa e Vinícius; Marcos Junior (Gerson) e Fred (Magno Alves). Técnico: Eduardo Baptista.

PALMEIRAS - Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos (Jackson), Vitor Hugo e Zé Roberto; Amaral, Andrei (Egídio), Allione (Rafael Marques), Dudu e Gabriel Jesus; Lucas Barrios. Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS - Marcos Junior, aos 28; e Gum, aos 41 do 1º tempo; Zé Roberto, aos 15 do 2º tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wellington Silva, Jean, Victor Ramos, Marlon, Cícero, Lucas e Gerson.

JUIZ - Leandro Pedro Vuaden (RS).

LOCAL - Maracanã, no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.