Agência Photocamera
Agência Photocamera

Fluminense marca no final e arranca empate por 1 a 1 com Atlético-PR

Igualdade levou o time carioca aos 41 pontos, ainda em 5.º lugar no Campeonato Brasileiro

Julio Cesar Lima, Agência Estado

24 de setembro de 2011 | 20h43

CURITIBA - Com um gol de pênalti de Fred já aos 48 minutos do segundo tempo, o Fluminense conseguiu empatar com o Atlético-PR, por 1 a 1, na noite deste sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba. O lance decisivo do jogo acabou provocando a revolta dos atleticanos com a arbitragem. E o resultado não mudou muito a situação dos dois times no Campeonato Brasileiro.

O empate levou o Fluminense aos 41 pontos, ainda em quinto lugar, na luta pelo título do Brasileirão. Já o Atlético-PR está em situação oposta: com 24 pontos, fica mais uma rodada na zona de rebaixamento, ao permanecer na 18ª colocação.

JOGO

Precisando desesperadamente da vitória e contando com o apoio da sua torcida, o Atlético-PR partiu para o ataque no começo do jogo, mas sentiu dificuldade em definir as jogadas. Mesmo assim, teve grande chance de abrir o placar aos 28 minutos, no pênalti sofrido por Wagner Diniz. Cleber Santana, no entanto, bateu muito mal e o goleiro Diego Cavalieri defendeu. "Tive sorte, pois esperei ele definir o canto, mas precisei ficar parado", comentou o herói do Fluminense.

Mostrando nervosismo, o Atlético-PR voltou para o segundo tempo pressionado pelo empate em casa. Aí, aos 17 minutos, conseguiu o gol. Cleber Santana fez boa jogada no meio e lançou para Pablo, que tocou na esquerda para Paulo Baier desviar de Diego Cavalieri e abrir o placar.

Logo em seguida, porém, Rafael Santos foi expulso e complicou o Atlético-PR. O técnico Abel Braga, então, colocou os meias argentinos Lanzini e Martinuccio em campo, deixando o Fluminense mais ofensivo. E passou a encurralar a equipe paranaense.

O gol de empate, porém, saiu apenas aos 48 minutos. Lanzini sofreu de pênalti de Manoel. E Fred cobrou com perfeição, deixando tudo igual para o Fluminense e instalando a crise no Atlético-PR.

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR, Gláucio Geara, o árbitro foi muito mal e prejudicou a sua equipe. "Um juiz desse incompetente vem aqui fazer isso, o Fluminense não precisa disso", afirmou o dirigente. Na saída de campo do trio de arbitragem, alguns objetos foram arremessados no campo pela torcida. Mas a polícia evitou mais cenas de violência.

ATLÉTICO-PR 1 X 1 FLUMINENSE

ATLÉTICO-PR - Renan Rocha; Wagner Diniz, Manoel, Rafael Santos e Marcelo Oliveira; Deivid, Renan, Cleber Santana e Paulo Baier (Wendel); Guerrón (Fabrício) e Santiago Garcia (Pablo). Técnico: Antônio Lopes.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Mariano, Gum (Marcio Rosário), Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diogo (Lanzini), Diguinho e Marquinhos; Rafael Sóbis (Martinuccio) e Fred. Técnico: Abel Braga.

Gols - Paulo Baier, aos 17, e Fred (pênalti), aos 48 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Wagner Reway (MT).

Cartão amarelo - Edinho, Diogo, Mariano, Fred, Renan Rocha, Rafael Santos e Wagner Diniz.

Cartão vermelho - Rafael Santos e Fabrício.

Renda - R$ 161.950,00.

Público - 11.010 pessoas.

Local - Arena da Baixada, em Curitiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.