Paulo PInto/AE
Paulo PInto/AE

Fluminense não acredita em moleza diante do Guarani

Apesar de ter um rival rebaixado pela frente, equipe das Laranjeiras convoca torcida para lotar Engenhão e ajudar na luta pelo título do Campeonato Brasileiro

ANDRÉ RIGUE - estadão.com.br,

29 de novembro de 2010 | 09h39

BARUERI - O Fluminense precisa de mais três pontos para conquistar o segundo título brasileiro de sua história e quebrar um jejum de 26 anos. O adversário do próximo domingo será o Guarani, já rebaixado para a Série B e pior clube do segundo turno da competição. Moleza? Os jogadores acreditam que terão uma dificuldade ainda maior do que na partida diante do Palmeiras e esperam que os torcedores lotem o Engenhão para não dar chances de uma "zebra".

Veja também:

linkFluminense aproveita ‘moleza’ do Palmeiras e mantém liderança

BRASILEIRÃO - tabela Classificação / lista Tabela

somTerritório Eldorado - Palmeiras 1x0 / 1x1 Fluminense / 1x2 Fluminense

especial Simulador do Brasileirão

Autor do primeiro gol do Fluminense diante do Palmeiras, o lateral Carlinhos afirmou que espera grande dificuldade diante do Guarani, apesar do rebaixamento do rival. "Com certeza será complicado. Os jogadores estão no sacrifício pela maratona de jogos, mas é a hora de contar com a ajuda do nosso torcedor. Eles estão esperando 26 anos para gritar campeão. É só ir lá [no Engenhão] e aguentar mais 90 minutos."

O goleiro Ricardo Berna acredita que o Guarani poderá entrar motivado por uma eventual "mala branca" oferecida por Corinthians ou Cruzeiro, que lutam pelo título com o Fluminense. "Vai ser uma batalha pois o Guarani não vai vender fácil a derrota. Vamos fazer o nosso melhor dentro de campo para poder presentear o torcedor com o título. A torcida tem acompanhado a gente esse tempo todo. Serão 45 mil para empurrar o Fluminense no domingo."

Tido como um dos talismãs do Fluminense, Tartá marcou o gol da virada diante do Palmeiras no segundo tempo - entrou na vaga de Deco. O jogador, porém, não poderá defender as cores do Fluminense contra o Guarani por ter recebido o terceiro cartão amarelo. "Infelizmente estou de fora", lamentou. "Vou torcer muito para o time conquistar o título. Tenho sido abençoado ao fazer gols decisivos, espero que meus companheiros também sejam no próximo domingo."

Contra o Palmeiras, o Fluminense teve o "quarteto mágico" com Deco, Conca, Fred e Emerson. Este último também pediu o apoio da torcida para o confronto decisivo diante do Guarani. "Convoco todos os torcedores para lotar o Engenhão. Acho que este título está bem próximo, porém faltam 90 minutos. Diante do Guarani, serão 11 contra 11. Por isso é importante o grupo estar focado para suportar a pressão que esse jogo trará."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.