Fluminense não empolga, mas estréia com vitória no Carioca

Gols da vitória da equipe tricolor foram marcados por Thiago Neves e Cícero; estreantes passaram em branco

19 de janeiro de 2008 | 18h50

Não foi um belo jogo, nem o atropelamento que a torcida antecipava da nova 'Máquina Tricolor' sobre o modesto Cardoso Moreira. Mas quem foi ao Maracanã saiu satisfeito com a vitória por 2 a 0 do Fluminense, que inaugurou o Campeonato Carioca de 2008, em partida válida pelo grupo A da Taça Guanabara, na tarde deste sábado. Os gols foram marcados no segundo tempo, por Thiago Neves e Cícero.Veja também: Botafogo estréia com vitória no Campeonato CariocaO primeiro tempo foi marcado pela retranca bem sucedida do técnico Charles Guerreiro, que assumidamente jogava pelo empate. Leandro Amaral buscava jogo e mostrava disposição, o forte calor da tarde de verão, porém, atrapalhava o ímpeto tricolor. A primeira chance real de gol, e a melhor da etapa inicial, demorou 26 minutos para acontecer. Leandro recebeu na entrada da área e chutou com força, em cima do goleiro Macula, que falhou e deu rebote para Gabriel. O lateral-direito perdeu gol feito ao chutar no travessão.A outra estrela estreante desperdiçaria chance maravilhosa cinco minutos depois. Gabriel encontrou Washington livre dentro da área do Cardoso Moreira. O atacante tocou de primeira, à direita do gol, quando tinha tempo para dominar. Fluminense2Diego; Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Gustavo Nery (Junior César); Arouca, Ygor    , David (Cícero) e Thiago Neves; Leandro Amaral e WashingtonTécnico: Renato Gaúcho Cardoso Moreira0Macula; Caboclo, Ernades (Henrique    ), Paulo Roberto     e Neném    ; Rincón, Índio    , Bruno Rafael (Eliomar) e Germano; Jordan (William) e Léo SantosTécnico: Charles GuerreiroGols: Thiago Neves, aos 23; e Cícero, aos 37 do segundo tempo.Árbitro: Rodrigo Nunes de SáRenda: não disponívelPúblico: não disponívelEstádio: Maracanã, RioPara alegria dos jogadores, que expuseram a falta de ritmo e preparo físico, o sol foi oculto por nuvens espessas no segundo tempo. Quando o temporal caiu forte, o tempo clareou para o Fluminense. Aos 17 minutos, Washington perdeu o gol mais feito da tarde, cabeceando no travessão bola que pingou à sua frente depois de escanteio cobrado por Thiago Neves, que seria o salvador da estréia. O meia matou no peito cruzamento de Junior Cesar, que substituíra o apagado Gustavo Nery, e chutou forte para abrir o placar. Aos 37, com mais tranqüilidade, Cícero, que entrara no lugar de David, fez bela jogada, avançando do meio-campo, driblando dois jogadores e chutando forte no ângulo de Macula.Uma estréia complicada, suada, mas que evita prematura impaciência da torcida e abre o Campeonato Carioca sem surpresas. Na quarta-feira, o Fluminense recebe o Duque de Caxias, às 19h30, no Maracanã. Até lá, a 'Máquina' deverá estar mais bem regulada.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.