Fluminense pega Cruzeiro e comemora título antecipado

Apesar da dispersão nos últimos dias, com muitas comemorações, entrevistas longas em programas de TV, compromissos com patrocinadores e reuniões com procuradores e dirigentes para reavaliar salários e contratos, os jogadores do Fluminense prometem todo empenho possível para vencer o Cruzeiro, neste domingo, às 17 horas, no Engenhão.

SÍLVIO BARSETTI, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 08h13

O jogo pela 36.ª rodada vai ser uma festa, pelo menos antes de a bola rolar. O time campeão brasileiro de 2012 por antecipação vai dar a volta olímpica no estádio com o troféu da competição, cedido pela CBF. Também receberá medalhas e a torcida exibirá um mosaico na arquibancada do estádio para homenagear o "time de guerreiros". Todos os ingressos para o duelo, 35.770, já foram vendidos.

Para o técnico Abel Braga, o Fluminense tem que manter o ritmo e vencer os três jogos restantes - além de Cruzeiro, vai enfrentar Sport e Vasco. Desta forma, conseguiria bater recorde do próprio Cruzeiro, que em 2003 teve aproveitamento de 72,5% na campanha do título nacional. Já pelo sistema de pontos corridos, aquela edição da Série A do Campeonato Brasileiro contava com 24 clubes. Atualmente, são 20 equipes na elite.

Por enquanto, o Fluminense tem aproveitamento de 72,3%. Se vencer dois dos três confrontos e empatar um, vai superar o Cruzeiro. Essa passou a ser a principal meta do clube tricolor, um modo de incentivar um grupo naturalmente relaxado após a conquista do título três rodadas antes do fim do Brasileirão.

O Fluminense não poderá contar com quatro jogadores, dois deles muito importantes na conquista. Wellington Nem está contundido e o lateral-esquerdo Carlinhos, suspenso. O zagueiro Anderson e o meia Wagner seguem com problemas clínicos e não estão relacionados para a "festa". Em compensação, o goleiro Diego Cavalieri e o atacante Fred, os dois líderes da equipe, têm presença confirmada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.