Felipe Santos / Ceará SC
Felipe Santos / Ceará SC

Fluminense perde para o Ceará no Castelão mesmo com um a mais desde o primeiro tempo

Equipe alvinegra sobe para a 12ª posição no Campeonato Brasileiro e abre margem de seis pontos para o Z-4

Redação, Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2021 | 18h36

Com um jogador a mais desde os 28 minutos do primeiro tempo, o Fluminense voltou a tropeçar neste domingo à tarde, quando visitou o Ceará e perdeu por 1 a 0, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Vina fez o único gol da partida em cobrança de pênalti.

Foi a segunda derrota consecutiva do Fluminense, que na última semana já havia perdido para o Santos, por 2 a 0. Assim, ficou com os mesmos 39 pontos e em oitavo lugar, apesar de ainda ter chances de perder posições na rodada. Já o Ceará encerrou uma sequência indigesta de sete jogos sem vitória e respirou um pouco contra o perigo do rebaixamento. Os cearenses somam 36 pontos.

O Ceará entrou em campo com postura ofensiva e logo aos três minutos viu o zagueiro Nino, do Fluminense, sair jogando e fazer pênalti no atacante Jael. Lance acompanhado de perto pelo árbitro Raphael Claus, que não precisou nem do auxílio do VAR. Vina foi para a cobrança, deslocou Marcos Felipe e abriu o placar ao seis minutos.

Com o gol sofrido logo cedo, o Fluminense soube equilibrar as ações e passou a figurar por mais tempo no campo de ataque. Samuel Xavier tentou finalização de longe aos 17 minutos e aos 25 foi a vez de Abel Hernández receber passe, girar sobre a marcação e finalizar desajeitado para fora.

O Ceará fazia partida segura defensivamente e se complicou aos 28 minutos, quando o lateral-direito Gabriel Dias recebeu cartão vermelho direto por falta dura em Marlon. A expulsão obrigou o time cearense a abrir mão de Jael, que deixou o campo para a recomposição da defesa.

Apesar da vantagem numérica em campo, o Fluminense teve muitas dificuldades para passar pela defesa do Ceará. Tanto é que os cariocas só se aproximaram da área com jogadas aéreas, todas sem perigo ao goleiro João Ricardo.

O segundo tempo voltou com os dois times fazendo um confronto bastante pegado no meio-campo e sem inspiração para chegar ao ataque. A postura defensiva do Ceará também fez a diferença, com o Fluminense não conseguindo aproveitar a superioridade numérica.

Conforme o final da partida foi se aproximando, o Fluminense esboçou pressão e chegou a balançar as redes. Aos 39 minutos, Lucca recebeu passe dentro da área e finalizou forte, porém, o atacante estava em posição irregular e o gol foi anulado pela arbitragem. No contra-ataque o Ceará respondeu com Rick, aos 42, em chute que Marcos Felipe fez linda defesa.

A arbitragem deu oito minutos de acréscimo no segundo tempo, tempo suficiente para o Ceará se fechar na defesa e segurar a importante vitória em casa.

O Ceará volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Cuiabá, às 20h30, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). Enquanto o Fluminense jogará no sábado diante do Sport, às 21 horas, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 X 0 FLUMINENSE

CEARÁ - João Ricardo; Gabriel Dias, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Fernando Sobral (Gabriel Santos) e Vina (William Oliveira); Jael (Igor), Mendoza (Rick) e Erick (Gabriel Lacerda). Técnico: Tiago Nunes.

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, David Braz e Marlon (Danilo Barcelos); André (Gustavo Apis), Martinelli e Arias; Luiz Henrique (Lucca), Abel Hernández (Bobadilla) e Caio Paulista (Fred). Técnico: Marcão.

GOL - Vina, aos 6 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS - Messias, Fabinho, William Oliveira e Mendoza (Ceará); André (Fluminense).

CARTÃO VERMELHO - Gabriel Dias (Ceará).

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.