Fluminense preocupado com a altitude da cidade de Quito

Partida contra a LDU, em sua estréia pela Libertadores, é tida como perigosa pelo departamento médico

Redação,

18 de fevereiro de 2008 | 19h57

Eliminado da Taça Guanabara, o Fluminense estréia nesta quarta-feira na Taça Libertadores da América, contra a LDU, no Estádio Casa Blanca, em Quito, a 2.850 metros acima do nível do mar. A delegação tricolor desembarcou ontem no Equador, com quatro horas de atraso, e a maior preocupação de todos é a altitude."A prova disso é que o coordenador do Departamento Médico do Fluminense, Michael Simoni, entrou em contato com o médico particular do atacante Washington, pois o atleta tem problemas cardíacos. "O Doutor Constantino aprovou a ida dele para Quito porque os exames não apresentaram qualquer anomalia. Quem apresentar um quadro clínico diferente, será poupado da partida", avisou Simoni.Renato Gaúcho estava irritado ontem. Ele teve de cancelar o treino por causa do atraso do vôo fretado pelo clube. A pressão em cima do treinador é forte. Certamente, ele terá seu trabalho questionado em caso de tropeço do Fluminense no Equador.    

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresFluminenseLDU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.