Fluminense quer Romário a custo zero

O vice-presidente de Marketing do Fluminense, Marcos Furtado, o procurador de Romário, Luizinho Moraes, e Carlos Alexandre, representante da patrocinadora do artilheiro, se reuniram nesta terça na sede do Tricolor, na zona sul do Rio. A empresa apresentou a sua proposta e os dirigentes tricolores acharam o encontro "proveitoso".Após a reunião, Marcos Furtado se encontrou com o presidente do Tricolor, David Fischel, que falou sobre a negociação. "A iniciativa não foi do clube e sim do nosso patrocinador, que deve arcar com o pagamento do salário", afirmou o dirigente. "O Romário só virá para o Fluminense sob custo zero." O contrato seria de seis meses e o jogador receberia R$ 170 mil mensais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.