Fluminense quer triunfo para continuar na cola do líder

O Fluminense desafia todas as probabilidades. Mesmo desfalcado de quatro titulares, o clube tricolor segue caminhada regular no Campeonato Brasileiro e supera as agruras da "maratona de agosto". Mérito da formação de um elenco homogêneo. Na batida de três vitórias consecutivas, a equipe de Abel Braga visita o Cruzeiro, nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Independência, em Belo Horozinte, para manter o calor na cauda do líder Atlético Mineiro.

LEONARDO MAIA, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 08h17

Três pontos separam tricolores e atleticanos (35 a 38) e os cariocas, mesmo sem Deco, Wellington Nem, Bruno e Anderson, continuam no encalço em razão de possuir substitutos que amenizam as perdas e de um esquema tático que privilegia o trabalho coletivo e não a individualidade.

"Essa força vem do nosso conjunto. Vários jogadores estão no departamento médico e quem entrou não deixa a peteca cair. A competição por posições é forte desde o início do ano", destacou o meia Wagner, que treinou nesta terça sem restrições e confirmou escalação para seu primeiro reencontro com o ex-clube. "Estou motivado. É um jogo importantíssimo para o Fluminense", disse.

Assim, Abel Braga poderá repetir a mesma formação pela terceira partida seguida, em busca de uma vitória sobre o Cruzeiro que o coloque abaixo do Atlético apenas no número de vitórias. Mas não há pressa em assumir o topo da tabela de classificação. "É importante alcançar a liderança. Mas de nada adianta liderar agora e cair no fim. Nosso objetivo mesmo é terminar com o Fluminense campeão", apontou o atacante Rafael Sóbis.

Outro ex-cruzeirense, o atacante Fred foi muito requisitado pelo fãs mineiros no desembarque do time em Belo Horizonte, nesta terça. Bem-humorado, ele brincou que uma vitória tricolor não seria de todo ruim para os torcedores celestes. "A gente está somente três pontos atrás do Atlético, o grande rival deles. A vitória nos iguala e pressiona o Galo. Eles vão ficar felizes".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.