Mailson Santana/Divulgação
Mailson Santana/Divulgação

Fluminense renova contrato de patrocínio com laboratório até o final de 2018

Com problemas financeiros, o clube das Laranjeiras dispensou na semana passada oito jogadores

Estadão Conteúdo

02 Janeiro 2018 | 16h38

Em meio a problemas financeiros e à saída de jogadores, o Fluminense confirmou uma boa notícia nesta terça-feira. Trata-se da renovação do contrato de patrocínio com a LAFE Laboratório de Análises Clínicas até o final de 2018.

+ Abel revela que Fluminense acertou venda de Wendel ao Sporting

A empresa, que possui dezenas de unidades na cidade do Rio de Janeiro e uma em São Gonçalo, na região metropolitana, era patrocinadora do clube carioca desde setembro de 2017. E, como o contrato venceu no final do ano, um novo acordo foi selado nesta terça-feira.

O nome do laboratório ficará estampado na camisa entre o escudo do clube e a marca da Under Armour. "Essa é a primeira boa notícia de 2018. Ter um patrocinador confirmado pelos próximos 12 meses. Isso indica que um trabalho profissional atrai parceiros e investidores", avaliou Marcus Vinicius Freire, diretor executivo geral do clube.

Já João Renato Côrtes de Barros Silveira, presidente da LAFE, destacou a importância da exposição ao laboratório. "Nossa parceria tem sido extremamente importante para a consolidação da marca LAFE. O suporte que recebemos da família tricolor nos últimos meses foi incrível. Queremos retribuir o afeto fortalecendo nossa união. Continuem contando com a LAFE para a realização de seus exames laboratoriais", comentou.

Com problemas financeiros, o Fluminense dispensou na semana passada oito jogadores: Diego Cavalieri, Henrique, Wellington Silva, Arthur, Higor Leite, Maranhão, Marquinho e Robert. E, nesta terça-feira, o técnico Abel Braga confirmou que o volante Wendel foi negociado ao Sporting Lisboa, de Portugal.

Mais conteúdo sobre:
futebol Fluminense Football Club

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.