Fluminense: respeito total ao Grêmio

O Fluminense vive uma ótima fase, há menos de um mês sagrou-se campeão carioca e, no momento, é um dos líderes do Campeonato Brasileiro, com seis pontos. E o bom momento se repete na Copa do Brasil, já que a equipe tricolor pode perder nesta quarta-feira por dois gols de diferenças para o Grêmio, às 21h45, no Estádio Olímpico, que avançará às quartas-de-final - no jogo de ida, venceu por 3 a 0, no Maracanã.Para evitar uma má atuação, precavido e alertando que no futebol tudo pode ocorrer, o técnico Abel Braga preocupou-se principalmente em afastar "o clima de já ganhou" do elenco. Pediu respeito ao Grêmio por sua história de conquistas e também por ser um time "copeiro". Com seu estilo vibrante, cobrou também seriedade que, segundo o treinador, faltou na vitória contra o Paysandu, domingo, em Belém."Fizemos muitas firulas. No futebol, o melhor, às vezes, é fazer o simples, sem complicar", alertou Abel Braga, que, apesar da vantagem de dois gols, vai manter o padrão de jogo do Fluminense: com velocidade, valorizando a posse da bola, marcando forte e buscando o ataque.O desejo da equipe carioca é fazer um gol, se possível logo no início do jogo, para aumentar o desespero do Grêmio, que ficará mais vulnerável aos contra-ataques. Para colocar a estratégia em prática, o treinador terá à disposição três reforços: o volante Marcão, o atacante Tuta e o meia Diego.Marcão e Tuta retornam à equipe depois de cumprir suspensão automática na última rodada do Brasileiro. Entram na vaga de Igor e Rodrigo Tiuí, respectivamente. Já Diego, praticamente negociado com um clube de Portugal, provavelmente o Benfica, fará um de seus últimos jogos com a camisa tricolor. Abel Braga já deixou bem claro que não gosta de escalar jogador "com a cabeça em outro lugar" e, por isso, a jovem revelação atuará poucas vezes antes de deixar as Laranjeiras, em julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.