Fluminense ?ressuscita? o 3-5-2

A obrigação de vencer o Grêmio forçou o técnico Valdir Espinosa a voltar a utilizar a formação tática 3-5-2 no segundo confronto pela oitava-de-final da Copa do Brasil, amanhã, às 20h30, no Maracanã. Para se classificar, o Tricolor precisa vencer pela diferença de no mínimo dois gols. Se a vitória for por 1 a 0, a decisão irá para os pênaltis. Com qualquer outro placar, a equipe gaúcha fica com a vaga. A novidade no Tricolor será o retorno do atacante Marco Brito, recuperado de contusão, no lugar de Magno Alves. Espinosa explicou que com a escalação de Brito e a formação 3-5-2 o Fluminense chegou a ter o melhor ataque do País. "Alcançamos a melhor média de gols do Brasil e o Brito deixou sua marca em quase todos os jogos do ano", enfatizou. Espinosa considerou que os atacantes Asprilla e Magno Alves podem entrar durante a partida. Para ele, os dois jogadores possuem características diferentes e, com isso, aumentam suas opções com o desenrolar do confronto. O treinador elogiou o desempenho da equipe, durante os treinamentos com a formação 3-5-2. O lateral-esquerdo Paulo César e o zagueiro Régis estão suspensos e cumprem suspensão automática. Viveros e Tinoco são os substitutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.