Fluminense supera Macaé com gol no fim, mas dá adeus à Taça Guanabara

Tricolor fica atrás do rival Botafogo e do Boavista no Grupo C

Estadão Conteúdo

03 de fevereiro de 2018 | 21h26

O Fluminense reagiu tarde nesta temporada e a Taça Guanabara não terá seu atual campeão na semifinal deste ano. Neste sábado, o time das Laranjeiras lutou muito e conseguiu vencer o Macaé por 1 a 0 no estádio Los Larios, em Duque de Caxias, mas ficou fora da semifinal, pois o Boavista venceu a Portuguesa em outro jogo desta noite e carimbou sua vaga à próxima fase. O gol no final foi marcado pelo jovem Dudu, que entrou em campo no segundo tempo.

+ TEMPO REAL - Fluminense 1 x 0 Macaé

+ TABELA - Confira a classificação da Taça Guanabara

O Fluminense se despede da Taça Guanabara na terceira posição do Grupo C, com oito pontos, um a menos que Boavista e Botafogo, que seguem na competição. O time do técnico Abel Braga, muito diferente da temporada passada pelas perdas dos principais jogadores, fica pelo caminho depois de vencer apenas na penúltima rodada da primeira fase. Antes havia perdido na estreia e empatado os outros dois jogos seguintes. O Macaé, por sua vez, termina em quarto, com quatro pontos.

A vitória do Boavista, construída com gol de pênalti do veterano Fellype Gabriel, garantiu à equipe a primeira colocação do Grupo C, com os mesmo nove pontos do Botafogo, mas à frente por ter mais vitórias (3 contra 2). O Botafogo se classificaria em primeiro se vencesse o Madureira em casa, no Engenhão, mas ficou no empate sem gols.

Com a bola rolando, o primeiro tempo em Los Larios foi muito movimentado. Considerando as primeiras atuações do Fluminense em 2018, a equipe de Abel Braga apresentou melhora, mas não conseguiu balançar as redes nos 45 minutos iniciais.

Após a queda de luz - que não parou a partida -, o time das Laranjeiras dominou as ações e perdeu chances em sequência, com Renato Chaves, que não marcou de cabeça, na finalização de Gilberto, e com Richard, que parou no goleiro Luis Cetin. Precisando da vitória assim como o Flu, mas com em situação pior por necessitar vencer por pelo menos dois gols de diferença, o Macaé esteve tímido em campo e pouco incomodou o goleiro Júlio César.

No segundo tempo, era notável o nervosismo do jovem time do Fluminense pela necessidade da vitória. A bola queimava nos pés, especialmente na hora de acertar o último passe. Mesmo assim, o Flu continuou superior e esteve muito perto de abrir o placar com Pedro e Ayrton Lucas. Ambos pararam no goleiro Luis Cetin.

No final, a chuva deu as caras em Duque de Caxias e o técnico Abel Braga, sem muitas boas opções no banco de reservas, tentou fazer o que pode para colocar o time à frente e tentar o gol. Os atacantes Robinho, Dudu e Matheus Alessandro entraram em campo para buscar o gol.

As mudanças surtiram efeito no finalzinho, aos 44 minutos, quando o jovem Dudu apareceu livre dentro da pequena área para escorar cruzamento de Ayrton e dar a vitória ao Flu, que, para a tristeza dos poucos torcedores em Los Larios, não foi capaz de se classificar à semifinal, pois o Boavista venceu a Portuguesa e ficou com a vaga.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 0 MACAÉ

FLUMINENSE - Júlio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto (Matheus Alessandro), Jadson, Richard, Sornoza (Robinho) e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Dudu) e Pedro. Técnico: Abel Braga.

MACAÉ - Luis Cetin; Marcelo, Igor João, Admilton (Alex), Luis Felipe e Lucas Gabriel; Charles, Gedeil, e Diego Sales (Maranhão); Neto (Matheus Oliveira) e Pipico. Técnico: Josué Teixeira.

GOL - Dudu, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Diego da Silva Lourenço.

CARTÕES AMARELOS - Jadson e Matheus Alessandro (Fluminense); Marcelo e Lucas Gabriel (Macaé).

PÚBLICO - 526 pagantes (654 presentes).

RENDA - R$ 12.420,00.

LOCAL - Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.