Fluminense tenta se virar sem Roger

O Fluminense parece ter se acostumado a atuar sem os atacantes Romário e Edmundo e o meia Ramon - três das quatro estrelas do elenco - nesta temporada. Mas neste sábado, às 16 horas, no Maracanã, o clube carioca enfrentará o Criciúma sem poder contar também com a qualidade técnica do meia Roger, o outro astro do grupo, que vai cumprir suspensão automática.Com 12 pontos, o Fluminense está em 7º lugar no Brasileiro. A ausência dos atletas renomados, porém, não preocupou o técnico Ricardo Gomes. As jovens revelações das Laranjeiras estão correspondendo às expectativas.Apesar de estar recuperado de um contusão muscular, o atacante Romário não vai atuar. Ricardo Gomes optou por preservá-lo para a partida contra o Guarani, dia 12 de junho, no estádio da Cidadania, em Volta Redonda. "É melhor dosar, treinar com calma, até porque não quero perder Romário por mais cinco partidas", explicou o treinador. Já Edmundo e Ramon ainda não têm condições físicas de atuar.O retrospecto do Fluminense jogando no Maracanã neste Brasileiro tem sevido de estímulo no clube: em três partidas, venceu duas e empatou uma. Promovido ao time profissional do Fluminense no ano passado, pelo técnico Renato Gaúcho, o meia Thiago foi o escolhido para substituir Roger. "Entrei no lugar de Carlos Alberto, que era a referência do time no ano passado, e não senti a responsabilidade", afirmou o jogador, garantindo estar tranqüilo para a partida.Na zaga, Antônio Carlos, suspenso, será susbtituído por Zé Carlos, que atuará ao lado de Rodolfo. Recuperado de contusão no joelho esquerdo, o volante Marcão foi escalado no banco de reservas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.