Bruno Haddad/Fluminense F.C
Bruno Haddad/Fluminense F.C

Fluminense terá ao menos 5 reforços contra a equipe do Palmeiras

Jogadores de Cristóvão Borges se recuperam fisicamente e entram como reforços para encarar o time paulista no Brasileirão

Estadão Conteúdo

11 Setembro 2014 | 14h45

Em busca da reabilitação após empatar nas suas últimas três partidas no Campeonato Brasileiro, o Fluminense terá ao menos cinco reforços na partida contra o Palmeiras, sábado, no Maracanã, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na manhã desta quinta-feira, os volantes Edson, Rafinha e Valencia e os atacantes Rafael Sobis e Fred treinaram normalmente e estão à disposição do técnico Cristóvão Borges.

Edson, Rafinha e Rafael Sobis estão completamente recuperados de estiramento muscular na coxa esquerda, enquanto Valencia não reclama mais de dores no joelho direito. Já Fred, que foi poupado da partida contra o Figueirense para reforçar a preparação física, também está liberado.

Nesta quinta-feira, os jogadores que não viajaram para Florianópolis treinaram nas Laranjeiras. Enquanto isso, o zagueiro Henrique, que ainda sofre com uma lombalgia, fez fisioterapia e deu voltas no gramado. O coordenador do departamento médico do Fluminense, Douglas Santos, no entanto, disse que o jogador ainda pode ser liberado para o duelo com o Palmeiras.

"Edson, Valencia, Rafinha e Rafael Sobis tiveram uma semana muito boa de trabalho. Eles treinaram forte, não reclamaram de dores e estão prontos para o jogo. Já o Henrique vem tratando de uma lombalgia. Nesta quinta ele fez algumas atividades físicas e, se evoluir bem até lá, estará liberado para o jogo de sábado", explicou o médico do Fluminense.

Na manhã desta sexta-feira, o Fluminense realiza, nas Laranjeiras, o último treino antes do duelo com o Palmeiras. O time está com 32 pontos, na sexta colocação no Campeonato Brasileiro. A equipe, porém, pode ser ultrapassado no fechamento da 20ª rodada, nesta quinta-feira, pelo Atlético Mineiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.