Fluminense vence Náutico e se distancia na liderança do Campeonato Brasileiro

Agora com 56 pontos, cinco a mais que o segundo colocado, o Atlético-MG, equipe carioca fica tranquila na ponta da tabela

Sílvio Barsetti, AE

22 de setembro de 2012 | 17h45

O

O zagueiro já participara de outro lance de destaque na partida. Numa dividida na lateral do campo, ele levou um tombo, escorregou e se chocou com o técnico Abel Braga, que caiu no gramado e foi aplaudido pela torcida. No momento do incidente, o jogo ainda estava empatado e o time pernambucano era melhor.

Depois do intervalo, o Fluminense melhorou e poderia ter ampliado. O Náutico, então, esboçou uma reação, mais na base da correria. Tentava surpreender nos contra-ataques e passou a se lançar à frente com empenho. Aos 36 minutos, Kim aproveitou-se de descuido da zaga e diminuiu a diferença.

O Fluminense então perdeu o controle da partida por alguns minutos e viu o goleiro Diego Cavalieri evitar o pior com uma defesa incrível, em outra conclusão de Kim. No rebote, os jogadores do Náutico reclamaram de pênalti de Gum.

O susto calou a torcida, temerosa de que um novo tropeço pudesse ocorrer: na semana passada, o Fluminense foi derrotado em Volta Redonda pelo o lanterna da competição, o Atlético-GO. Mas foi só um susto, e o time da casa conseguiu confirmar a vitória.

FLUMINENSE 2 X 1 NÁUTICO

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Leandro Euzébio (Digão) e Carleto; Jean, Valencia, Deco (Wagner) e Thiago Neves (Marcos Junior); Fred e Wellington Nem. Técnico - Abel Braga.

NÁUTICO - Gideão; Patric, Alemão, Jean e Douglas Santos (João Paulo); Elicarlos, Souza, Martinez e Rhayner; Rogério (Romero) e Kim. Técnico - Alexandre Gallo.

GOLS - Leandro Euzébio, aos 40, e Fred, aos 45 minutos do primeiro tempo. Kim, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Pablo dos Santos Alves (ES).

CARTÃO AMARELO - Deco, Alemão, Martinez, Valência.

RENDA - R$ 111.765,00.

PÚBLICO - 6.132 pagantes.

LOCAL - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.