Fluminense vira no final e se classifica

Com um belo gol do atacante Alan, o Fluminense eliminou o Juventude da Copa do Brasil, ao vencer de virada, por 2 a 1, a partida desta quarta-feira à noite, no Maracanã. Apesar de assegurar a vaga na próxima fase, em que vai enfrentar o Grêmio, o time carioca deixou frustrados seus torcedores, que esperavam ver Romário interromper um jejum de 53 dias sem marcar gols ou vibrar com uma boa atuação do meia Roger, que completou 200 jogos vestindo a camisa do clube. Mas saíram decepcionados com seus dois ídolos.As duas equipes armaram poucas possibilidades de gol durante todo o primeiro tempo. Mesmo explorando a velocidade, tornando a partida movimentada, tanto Fluminense quanto Juventude conseguiam facilmente anular as jogadas criadas um do outro.Isolado no ataque, Romário pouco tocou na bola e Roger foi o único a ameaçar o gol do estreante goleiro Eduardo Martini, ao exigir dele uma difícil defesa, em uma cobrança de falta, aos 18 minutos. A vantagem de poder empatar por até 1 a 1 para ficar com a vaga, já que fez 2 a 2 na partida em Caxias, também foi utilizada como uma arma pelos cariocas, que se acomodaram e esperaram o adversário em seu campo.Diante da necessidade de marcar gols, o técnico José Luís Plein mudou o time do Juventude no segundo tempo, colocando em campo Geufer, Alê e Renato nos lugares de Ronildo, Camazola e Wesley . Já o Fluminense optou por tirar o meia Juca e colocar Alan.Com as modificações, os dois times melhoraram seu rendimento em campo. Logo a 1 minuto, Romário teve sua única chance no jogo, ao chutar por cima do gol de Eduardo Martini após tabelar com o atacante Marcelo. Já o Juventude deixou de abrir o marcador aos 14, em uma bola chutada por Donizete Amorim que acertou a trave.A acomodação do Fluminense irritou os torcedores, que, aos 20 minutos, passaram a pedir que Romário fosse substituído. Ele estava voltando ao time após se recuperar de uma contusão na panturrilha esquerda. Aos 33 minutos, o Juventude conseguiu abrir o placar. Alê cruzou a bola e Geufer, de cabeça, fez o gol da equipe gaúcha.O placar parcial significava a eliminação do Fluminense, o que fez com que seus jogadores passassem a participar mais da partida. A virada ocorreu no minutos finais. Aos 43 minutos, Alan cobrou uma falta e o zagueiro Antônio Carlos empatou o confronto também de cabeça.Três minutos depois, o mesmo Alan recebeu a bola de Romário, ainda no campo defensivo do Fluminense, arrancou, driblou o goleiro e fez um belo gol, que assegurou a vitória e a vaga para o time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.