Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Fluminense visita o Santos com time reserva e cabeça na Sul-Americana

Após empate em 1 a 1 com o Nacional, do Uruguai, em casa, na última quarta, time carioca precisa vencer ou empatar por pelo menos 2 a 2 na volta, em Montevidéu

Estadão Conteúdo

27 Outubro 2018 | 06h06

O Fluminense visita o Santos neste sábado, mas com a cabeça bem longe da Vila Belmiro. Afinal, quatro dias depois do duelo na casa santista, às 16h30, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time tricolor vai decidir uma vaga nas semifinais do torneio que se transformou em sua principal meta para este fim de temporada, a Copa Sul-Americana.

Por isso, o técnico Marcelo Oliveira levará a campo pela primeira vez neste Brasileirão uma escalação reserva. Afinal, a tarefa na Sul-Americana não é nada fácil. Depois de empatar por 1 a 1 com o Nacional, do Uruguai, em casa, na última quarta, o Fluminense precisa vencer ou empatar por pelo menos 2 a 2 na volta, quarta que vem, em Montevidéu.

Ciente da dificuldade desta tarefa, Marcelo decidiu dar um descanso a seus titulares neste sábado. "Meu pensamento é escalar um time reserva no fim de semana. Não deveria ser assim, mas o calendário impõe essa condição. Temos jogos quarta, sábado e depois quarta novamente em uma viagem internacional. Vamos com um time alternativo, temos toda confiança nos jogadores que estão treinando e vamos buscar um grande resultado lá da mesma forma", explicou.

Prova da importância da Sul-Americana para o Fluminense é que a partida deste sábado pode ser encarada como um confronto direto por uma vaga na Libertadores. O time carioca ocupa a nona colocação do Brasileirão, com 40 pontos, enquanto o Santos é o sétimo, com 43. O Atlético-MG, que fecha o G6, tem 46.

Mesmo assim, Marcelo dará chance para diversos atletas que pouco vêm atuando, casos do goleiro Rodolfo, destaque da vitória sobre o Botafogo, quando substituiu o lesionado Júlio César e defendeu um pênalti de Rodrigo Lindoso, e do zagueiro Paulo Ricardo, que faz sua primeira partida como titular da equipe.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.