Gilvan de Souza/Divulgação
Gilvan de Souza/Divulgação

Focado no Brasileirão, Flamengo recebe o Ceará para tentar colar nos líderes

Eliminada da Libertadores, equipe rubro-negra volta atenções para a briga pelo topo do Nacional

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2018 | 06h04

Dias depois da eliminação na Copa Libertadores, o Flamengo volta sua atenção para a disputa do título do Brasileirão. Terceiro colocado na classificação do torneio, o time carioca vai enfrentar o Ceará pela 22ª rodada, no Maracanã, no Rio, às 11 horas deste domingo.

O mês de agosto foi intenso para o Flamengo, que perdeu a ponta do Brasileirão para o São Paulo e também foi ultrapassado pelo Internacional, mas está a apenas quatro pontos do líder. A equipe treinada por Maurício Barbieri foi eliminada nas oitavas de final da Copa Libertadores, pelo Cruzeiro, mas avançou às semifinais da Copa do Brasil, após vencer confronto contra o Grêmio.

Para o duelo com o Ceará, Barbieri terá de substituir dois jogadores importantes para o sistema defensivo da equipe, o volante Cuéllar e o zagueiro Léo Duarte. No lugar dos dois jogadores, suspenso, o técnico deve promover as entradas de Piris da Motta e Rhodolfo, respectivamente.

"Para seguir em alto nível, a equipe precisa defender bem e tomar poucos gols", afirma Diego. Embora o Flamengo tenha sido vencido por 3 a 0 pelo Atlético Paranaense na última vez que jogou desfalcado - sem o próprio meia, Réver e Diego Alves, na ocasião - o jogador crê que o elenco pode suprir a ausência da dupla.

"O sistema defensivo começa lá na frente, pois o time precisa trabalhar junto e compacto. É um número que podemos melhorar e estamos atentos nisso. Para continuar no topo, precisamos estar sempre nos cobrando e evoluindo. São dois jogadores importantíssimos. O Léo está cada vez melhor, é um jogador diferenciado. Isso nos ajuda muito. O Cuéllar vem mantendo um nível altíssimo há algum tempo, com muita dedicação e vontade. Porém, acredito totalmente em quem vai entrar e que será uma equipe competitiva", afirmou Diego.

Dúvida recorrente de Barbieri, o centroavante titular não está definido. Na vitória fora de casa sobre o Cruzeiro, por 1 a 0, na última quarta-feira, insuficiente para o Flamengo passar de fase na Copa Libertadores, Marlos Moreno e Vitinho se revezaram na função. Henrique Dourado saiu do banco e entrou durante o segundo tempo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.