'Foi mal batido, a responsabilidade é toda minha', admite Ceni

Goleiro assume culpa pelo resultado; Autuori e demais jogadores acham que faltou sorte

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

11 de agosto de 2013 | 21h40

SÃO PAULO - Diante de mais uma derrota no

Apesar do abatimento pela derrota, os jogadores enxergaram evolução e lamentaram ter perdido após terem feito um bom segundo tempo. "Mais uma vez jogamos bem e saímos derrotados. É incrível, a bola sobra para os caras, eles chutam e entram. Não temos muito o que falar, precisamos continuar trabalhando para tentar sair dessa situação", disse Jadson.

Paulo Autuori lamentou o resultado, mas demonstrou otimismo mesmo com o time na vice-lanterna da competição. "Já vi clubes em situações muito piores, com um turno para reagir, e que escaparam. Se aconteceu com os outros, por que não tem pode acontecer conosco? Mas é claro que não temos tempo, precisamos reagir agora e os jogadores sabem disso", explicou.

Para ele, o Tricolor jogou para ganhar e poderia ter saído com os três pontos. "Fizemos um belo gol e tomamos conta do segundo tempo. Mais do que o lance do pênalti, tivemos oportunidades. O momento é difícil, mas nem o empate seria bom. No futebol não tem justiça, a verdade é o placar final."

O São Paulo não terá Douglas para o confronto com o Atlético-PR. O lateral levou o terceiro amarelo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolbrasileirãoSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.