Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

'Foi para isso que me contrataram', diz Cristiano Ronaldo após classificação da Juventus

Equipe de Turim supera o Atlético de Madrid com três gols do craque português

Redação, Estadão Conteúdo

12 de março de 2019 | 20h32

"Foi para isso que me contrataram". Foi desse jeito, com naturalidade, que o astro português Cristiano Ronaldo começou a explicar mais uma das suas noites mágicas no futebol, quando marcou os três gols da vitória da Juventus em cima do Atlético de Madrid, em uma virada histórica que levou o clube italiano às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Com o triunfo por 3 a 0, o time de Turim reverteu a derrota por 2 a 0, sofrida no jogo de ida. A virada foi protagonizada por Cristiano Ronaldo, que em pouco mais de 90 minutos de futebol, mostrou tudo o que um torcedor sonha em ver quando um jogador veste a camisa do seu time: muita técnica, força de vontade, mentalidade vencedora, precisão, entre outros adjetivos.

"É uma noite especial, não apenas pelos meus gols, mas também pela atitude incrível da equipe. Esta é a mentalidade da Liga dos Campeões", disse o português após a partida. "Ainda não ganhamos nada, mas isto é um motivo de orgulho e indica que estamos no caminho certo", continuou.

Avisado pelos jornalistas que essa foi a primeira vez que a Juventus de Turim conseguia reverter uma eliminatória na Liga dos Campeões após perder o primeiro jogo por 2 a 0, ele afirmou: "Foi para isso que me contrataram, para ajudar e fazer o meu trabalho. Para conseguir coisas para a Juve que o clube não estava conseguindo. Estou feliz por uma noite mágica", disse o jogador, contratado pelo time italiano no início da temporada.

Para o atacante, o Atlético de Madrid "é uma grande equipe" e "um rival muito difícil". "Porém, nós também somos uma grande equipe e demonstramos isso em campo. Merecemos a classificação".

Após a partida, o astro fez gesto idêntico ao do técnico Diego Simeone - o argentino fizera gesto em direção as suas partes íntimas para celebrar a vitória por 2 a 0 no primeiro triunfo e acabou multado em 20 mil euros pela Uefa.

Com os três gols, Cristiano Ronaldo chegou aos 25 contra o Atlético de Madrid em sua carreira, alcançou 124 no maior torneio de clubes do mundo. Ele é o maior artilheiro da história da competição em que já foi campeão cinco vezes - uma com o Manchester United e quatro com o Real Madrid.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.