Wilton Junior/ Estadão
Wilton Junior/ Estadão

'Foi um pênalti tosco', reclama Vanderlei sobre lance que definiu jogo

Goleiro santista diz que nem encostou em atacante vascaíno

O ESTADO DE S. PAULO

29 Novembro 2015 | 20h55

O goleiro Vanderlei, do Santos, foi um dos principais jogadores da derrota do clube santista para o Vasco, por 1 a 0, na noite deste domingo (29), pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, com grandes defesas, como em um lance que Nenê saiu cara a cara, ainda na primeira etapa.

E ele também foi o personagem do lance capital da partida - a penalidade máxima assinalada pelo árbitro Leandro Vuaden, aos 44 minutos do primeiro tempo. O próprio Nenê estava na jogada com o goleiro Vanderlei, quando o juiz apitou a falta. No entanto, o arqueiro santista discordou completamente da marcação de Vuaden. Na imagem, é possível ver o atacante vascaíno pulando antes da chegada de Vanderlei. 

"Foi um pênalti tosco, vocês podem ver na televisão", afirmou na saída do campo. 

O treinador Dorival Júnior também reclamdou da marcação. "Não houve o toque no jogador rival. Pagamos caro por um pênalti que não aconteceu", disse.

O Santos amargou mais uma derrota fora de casa, a 11ª em 19 jogos, a 2ª pior do campeonato, somente atrás do Joinville. 

A partida ficou marcada pela chuva torrencial que adiou em uma hora o apito inicial. O gramado e os vestiários ficaram completamente encharcados.

Mais conteúdo sobre:
Brasileirão Vasco Santos FC Nenê

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.