Chapecoense/Site oficial
Chapecoense/Site oficial

Follmann comemora chance de treinar com bola quase um ano após acidente aéreo

Atividade foi realizada a pedido de um veículo de comunicação, mas não deixou de empolgar o jogador

Estadão Conteúdo

16 Novembro 2017 | 15h58

Quase um ano depois da tragédia da Chapecoense, o goleiro Jakson Follmann voltou a treinar com bola nesta quinta-feira. A atividade foi realizada no próprio gramado da Arena Condá, com a atuação do preparador de goleiros do clube catarinense, Rogério Maia.

+ Chapecoense é indicada para o prêmio Laureus

A atividade foi realizada a pedido de um veículo de comunicação, mas não deixou de empolgar o jogador. "Perdi minha perna, mas não perdi a alegria de viver. E, por falar em alegria, hoje foi um dos dias mais felizes durante esses meses. No campo, 'fardado', me sentindo na ativa novamente e relembrando tudo o que fiz durante 13 anos. Que dia, que momento, que alegria!", comentou Follmann, nas redes sociais.

Goleiro reserva da Chapecoense do time que estava no avião que se acidentou na Colômbia, no dia 29 de novembro do ano passado, Follmann perdeu parte da perna direita, amputada em razão dos ferimentos sofridos na tragédia. E hoje usa uma prótese.

Ele não tem perspectiva de voltar à equipe da Chapecoense e já demonstrou interesse em competir em modalidades paralímpicas. No início do ano, ele fez uma visita ao CT Paralímpico, em São Paulo, e se mostrou empolgado ao jogar vôlei sentado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.