Jae C. Hong/AP Photo
Jae C. Hong/AP Photo

Fora da seleção sueca, Ibrahimovic chega à Rússia como garoto-propaganda

'Copa do Mundo sem mim não tem graça', disse o atacante do Los Angeles Galaxy

Estadão Conteúdo

12 Junho 2018 | 07h06

Nos últimos meses, o atacante Zlatan Ibrahimovic anunciou que estaria na Copa do Mundo da Rússia. As declarações surpreenderam porque o sueco estava aposentado da seleção da Suécia e parecia longe de fazer o seu retorno. Mesmo assim, o jogador desembarcou em Moscou, mas não vai encarar os gramados. Ibrahimovic será garoto-propaganda de um dos patrocinadores da Copa.

+ Treino do Brasil tem tentativa de invasão, fãs em viaduto e incidente com Neymar

+ Treino leve para titulares da seleção frustra torcida em Sochi

+ Fred fica fora do primeiro treino da seleção brasileira na Rússia

"Estava claro para mim que eu não estaria na seleção. Mas, como eu disse há quatro anos, digo novamente agora: uma Copa do Mundo sem mim não tem graça", afirmou o atacante, que perdeu espaço no time sueco por conta de grave lesão no joelho. Ele perdeu a maior parte do ano passado em razão do problema físico.

"Mas agora estou na Copa mesmo assim. Estou feliz por isso", declarou o atacante, sem revelar quais serão suas atividades na Rússia. Na Copa, Ibrahimovic será garoto-propaganda da Visa, uma das patrocinadores da Fifa. Enquanto estiver na Rússia, desfalcará o Los Angeles Galaxy na MLS, a liga norte-americana de futebol. Ele não revelou se ficará em solo russo até o fim do Mundial.

Na Rússia, ele já tem suas apostas para o título. E inclui a seleção brasileira entre os favoritos a ficar com a taça. "Acho que Brasil, Espanha, Alemanha e, obviamente, a Suécia são os candidatos ao título. A Argentina também, embora eles não se considerem favoritos. Eu lamento que os Estados Unidos, o meu novo país, não esteja na Copa."

 

O jogador de 36 anos anunciou sua aposentadoria da seleção sueca em 2016, após a disputa da Eurocopa. Depois do afastamento, ele sofreu a grave lesão no joelho, o que deixou o jogador ainda mais distante da seleção. Pouco antes da convocação da equipe, o técnico Janne Andersson avisara que Ibrahimovic não seria chamado para jogar na Rússia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.