Fora da Série A2 do Paulista por causa de estádio, Atibaia pode fechar as portas

Quarto colocado na Série A3 do Campeonato Paulista do ano passado, o Atibaia garantiu o acesso no campo, mas pelo regulamento da Federação Paulista de Futebol, não poderá participar da Série A2 no próximo ano. O time não tem um estádio com 8 mil lugares e pode fechar as portas.

PAULO FAVERO, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2015 | 09h13

"Infelizmente não tem salvação. Agora vamos ver o que faremos, se disputaremos a A3 ou se vamos fechar as portas. Está caminhando para isso", afirma Edivaldo Pereira da Silva, o Neno, presidente do Atibaia. "Perdemos a vaga e colocaram o Barretos", continua.

A classificação na A3 foi justamente em cima do Barretos, com um gol aos 47 minutos do segundo tempo. Mas a euforia pela vaga foi se transformando em frustração quando a prefeitura da cidade não abraçou a ideia de reformar e ampliar a capacidade do estádio. "Tinha que ser 8 mil lugares, mas só cabem 3 mil", explica.

Ele sabe que sua situação é semelhante à do Água Santa, que subiu para a primeira divisão, mas está correndo para ampliar o campo em Diadema. Neno não sabe como ficará a situação do Água Santa, mas lamenta as decisões que tiraram o Atibaia da segunda divisão. "Na Série A2, em jogo muito importante vão duas mil pessoas."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaAtibaia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.