Mauricio de Souza/Estadão
Mauricio de Souza/Estadão

Fora de casa, Claudinei vai fechar o time

Diante de Internacional no Sul e Flamengo no Rio, técnico do Santos aposta na defesa para voltar com três pontos

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

09 de setembro de 2013 | 07h30

SANTOS - A sequência de quatro jogos em nove dias vai obrigar o Santos a tomar cuidados especiais diante do Internacional, em Nova Hamburgo, e Flamengo, quinta-feira, no Maracanã. Um deles é abrir mão de um esquema ofensivo e formar a equipe com duas linhas defensivas de quatro jogadores, com apenas dois atacantes, abertos pelas pontas, para tentar o gol em contragolpes.

Para Claudinei Oliveira o ideal é que o time some pelo menos três pontos nas duas partidas. “Tenho em mente armar a equipe bem compactada nos dois jogos fora de casa. Se trouxermos pontos vai ser muito bom”, disse o treinador, que descartou a possibilidade da escalação com três zagueiros e três volantes.

Claudinei Oliveira também cogita fazer um revezamento entre os mais importantes para evitar novas perdas por contusão, como ocorreu com Arouca e Montillo. Thiago Ribeiro, Leandrinho e Cícero podem ser os primeiros a ser preservados porque, além de mais desgastados, têm reposição no grupo. Giva entrou bem no segundo tempo contra o Goiás e pode ser opção para o ataque, para formar dupla com Éverton Costa, e Renato Abreu e Alan Santos estão à altura dos titulares do meio campo.

Os jogadores se reapresentam hoje às 10h30 no CT Rei Pelé, realizam um treinamento recreativo curto e em seguida a delegação viaja para Porto Alegre, retornando à Baixada Santista apenas no meio da tarde da sexta-feira, antevéspera do jogo contra o Botafogo, domingo à noite, na Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.