Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Fora de casa, Flamengo quer superar desfalques para bater Atlético-PR

Para buscar a sua terceira vitória consecutiva, a equipe carioca terá que superar problemas do próprio time

Julio Cesar Lima, Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2014 | 09h04

O Flamengo entra em campo neste domingo, 19, às 16 horas, tentando manter o embalo no Brasileirão diante do Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 29.ª rodada. Mas, para buscar a sua terceira vitória consecutiva na competição, a equipe carioca terá que superar problemas do próprio time, que poderá ter até quatro desfalques.

Como de costume, o técnico Vanderlei Luxemburgo não antecipou o time que vai iniciar a partida contra os paranaenses. É provável que ele tenha que mudar a equipe em todos os setores, já que é certo que não terá o zagueiro Wallace e o atacante Alecsandro, lesionados, e provavelmente também não conte com Márcio Araújo no meio de campo - ele sentiu a coxa esquerda e não treinou na última sexta-feira.

A indefinição sobre o volante acaba sendo a principal dúvida do treinador. Márcio Araújo tem sido peça importante no meio de campo, inclusive ajudando na armação de jogadas. Se ele não puder atuar, Vanderlei Luxemburgo terá que definir entre um esquema mais defensivo, com a entrada de Luiz Antônio, ou um pouco mais ofensivo, com Gabriel. Na frente, Eduardo da Silva poderá ser poupado. Se isso acontecer, Nixon deverá iniciar a partida.

Já pelo Atlético Paranaense, equipe tenta evitar uma aproximação perigosa com a zona de rebaixamento. Mesmo com a vitória sobre o Figueirense na última rodada, a equipe quer vencer o duelo de clube rubro-negros para se manter em posição intermediária da tabela de classificação.

O técnico Claudinei Oliveira festejou a semana cheia que teve para preparar a equipe e ele deve confirmar a entrada do atacante Delatorre entre os titulares dentro do esquema 4-3-3. O meia Marcos Guilherme, que teve fraca atuação na última partida e saiu vaiado pela torcida, perdeu a vaga no meio de campo para Bady. "Tivemos uma semana inteira para preparação, para dar a compactação que preciso para minha equipe. Conseguimos treinar bem e assim o técnico tem condições de colocar o seu trabalho", disse.

O atacante Marcelo confia na torcida e no fator campo para ganhar os três pontos. "Como sempre, será mais um jogo difícil e diante de uma grande equipe. A nossa torcida sabe a importância do papel que ela tem durante os 90 minutos. Então, espero que ela compareça e nos ''empurre''. Que nos incentive, como tem feito. Com certeza, ela fará toda a diferença neste jogo tão importante em que precisamos dos três pontos".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.