Divulgação
Divulgação

Fora de casa, Fluminense supera Criciúma de virada e mantém boa fase

Com 29 pontos, time carioca já é o 10.º colocado do Brasileirão

TOMÁS M. PETERSEN, Agência Estado

18 de setembro de 2013 | 23h13

CRICIÚMA - O Fluminense manteve a boa fase e chegou à quinta partida consecutiva sem derrota nesta quarta-feira, ao vencer o Criciúma por 2 a 1, de virada, mesmo atuando na casa do adversário, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o time catarinense segue sem vencer desde que Sílvio Criciúma foi efetivado como treinador. Já são quatro partidas seguidas sem triunfar.

Com o resultado, o Fluminense segue subindo na tabela e já é o décimo, com 29 pontos. Na próxima rodada, o time carioca terá pela frente o Coritiba, em casa, no sábado. Por outro lado, o Criciúma está na beira da zona de rebaixamento, com 24 pontos, em 16,º, e voltará a campo para enfrentar o Santos, domingo, na Vila Belmiro.

O JOGO

O Criciúma dominou o primeiro tempo desta quarta, desperdiçou chances e levou um gol por descuido. A primeira oportunidade foi aos 3 minutos, com João Vitor, que roubou a bola de Diguinho, deixou a zaga do Fluminense em desvantagem, mas perdeu a jogada. Aos 11 minutos Fabinho teve gol anulado por impedimento em cruzamento de Lins. Aos 22, Marlon foi derrubado na área por Diguinho. Marcel cobrou o pênalti no meio e Diego Cavalieri defendeu.

O grande nome da primeira etapa foi Lins, que diversas vezes liderou ataques sozinho contra a zaga, obrigando o goleiro do Fluminense a trabalhar. O gol saiu aos 38 minutos com um cruzamento do lateral-direito Sueliton, em que a bola sobrou para o próprio Lins, enfim, marcar para o time da casa. Depois disso o Criciúma recuou um pouco, o que deu chance ao azar: aos 44, Fabinho perdeu a bola no meio de campo para Rafael Sóbis, que puxou o contra-ataque e passou para Carlinhos. O lateral cruzou da linha de fundo e Bruno empatou.

Na segunda etapa, o combustível do Criciúma terminou. O domínio do jogo ficou para o Fluminense. Apesar disso, nenhum dos times teve grandes chances de gol. Aos 22 minutos Vanderlei Luxemburgo colocou o atacante Biro Biro no lugar do volante Rafinha, deixando o time mais ofensivo. Deu certo: três minutos depois, Rafael Sóbis avançou pela esquerda, acertou o travessão de fora e a bola sobrou para Bruno marcar o segundo e virar o placar.

FICHA TÉCNICA:

CRICIÚMA 1 X 2 FLUMINENSE

CRICIÚMA - Helton Leite; Sueliton, Matheus Ferraz, Leonardo e Marlon (Gilson); Ewerton Páscoa, Elton e João Vitor; Fabinho (André Gava), Lins e Marcel (Wellington Paulista). Técnico: Silvio Criciúma.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Felipe), Rafinha (Biro Biro) e Wagner (Fábio Braga); Rhayner e Rafael Sobis. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Lins, aos 38, e Bruno, aos 44 do primeiro tempo. Bruno, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Diguinho, Edinho (Fluminense); Marlon, André Gava, Elton (Criciúma).

PÚBLICO - 10.344 presentes.

RENDA - R$ 141.065,00.

LOCAL - Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.