Divulgação/Grêmio
Divulgação/Grêmio

Fora de casa, Grêmio quer manter o embalo com a 5ª vitória seguida

Equipe comanda por Luis Felipe Scolari começou esta 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro como quinto colocado, com 34 pontos

Elder Ogliari e Marcelo Portela, Estadão Conteúdo

14 Setembro 2014 | 09h05

O Grêmio tenta entrar de vez na briga por uma das vagas da Copa Libertadores do ano que vem, reservadas aos quatro primeiros colocados do Brasileirão, neste domingo, 14, às 18h30, contra o Atlético Mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O clube gaúcho começou esta 21.ª rodada como quinto colocado, com 34 pontos, graças ao retrospecto recente de quatro vitórias consecutivas.

Mas, apesar dos resultados, precisa melhorar a qualidade de seu jogo. A vitória da última quarta-feira, quando enfrentou o Atlético Paranaense em casa, foi conquistada sob vaias da torcida e com gol de Barcos nos acréscimos.

Ausente daquele jogo, quando cumpriu suspensão, o volante Fellipe Bastos volta ao meio de campo tricolor e é tido como grande reforço para dar equilíbrio ao setor. O técnico Luiz Felipe Scolari aproveita a mudança para fazer mistério sobre quem sai do time. Matheus Biteco, Ramiro e Walace disputam duas vagas.

Como Felipão vai manter um trio de volantes, com dois deles e mais Fellipe Bastos, o treinador pode deixar os meias Luan e Dudu mais livres para armar as jogadas e se juntar a Barcos, no ataque, para a finalização.

Já no Atlético-MG, sem conseguir vencer para engrenar no Campeonato Brasileiro e patinando na parte central da tabela de classificação, a equipe mineira tem um sério problema para enfrentar o Grêmio. Nada menos que 11 jogadores estão no departamento médico e serão ausências certas no confronto da 21.ª rodada da competição, marcado para as 18h30 no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Apesar de nem todos os lesionados serem titulares, o técnico Levir Culpi fica com restrição de opções para armar o time, já que não pode contar com o goleiro Giovanni, os zagueiros Emerson e Réver, o lateral-esquerdo Pedro Botelho, os volantes Pierre, Rafael Carioca, Josué e Lucas Cândido e os atacantes Maicosuel e Marion. E, entre os titulares disponíveis, ainda enfrenta problemas como Jô, que não marca há 19 jogos.

A única boa notícia do treinador para o compromisso deste domingo é o retorno de Dátolo, que desfalcou o time na última rodada por causa de dores musculares, mas já voltou a treinar afirma estar novamente à disposição. Mas Levir Culpi afirma que não se preocupa "com quem está fora". "Me preocupo com a oportunidade de quem vai entrar", salientou.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Brasileirão Grêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.