Bruno Domingos/Reuters
Bruno Domingos/Reuters

Fora de forma, Ronaldo se torna dor de cabeça para Mano

Treinador do Corinthians sabe do peso comercial que o Fenômeno tem e não arrisca tirá-lo do jogo de volta contra o Flamengo na Libertadores

ANDRÉ RIGUE - Enviado Especial - estadão.com.br,

29 de abril de 2010 | 13h09

Ronaldo está longe de sua melhor forma física. Apesar de ficar afastado do Corinthians por dois jogos para perder peso, o Fenômeno continuou a ter problemas no duelo contra o Flamengo e se tornou um pesadelo para o técnico Mano Menezes.

Veja também:

linkMano afirma que Corinthians é maduro para reverter desvantagem

linkChicão pede para Corinthians 'levantar a cabeça'

linkAdriano marca de pênalti e Flamengo bate Corinthians por 1 a 0

linkRogério Lourenço destaca superação de jogadores do Fla

linkJogadores do Corinthians lamentam derrota no Maracanã

linkTravestis, chuva e correria marcam a chegada dos torcedores

blog BATE-PRONTO: O que fazer com Ronaldo?

tabela COPA LIBERTADORES - Tabela

som Território Eldorado - Flamengo 1x0

O treinador afirmou que não tem problema para deixar o jogador no banco de reservas, mas sabe que a presença de Ronaldo dentro de campo é um fator que atrai investidores, mídia, e torcedores. Por este motivo, o Fenômeno continua.

Após a derrota para o Flamengo, o treinador confirmou que irá manter Ronaldo entre os titulares na próxima quarta-feira. "O Corinthians vai brigar pela vaga nas quartas de final e o Ronaldo estará em campo no Pacaembu. Temos grandes chances."

Ronaldo tem alguns privilégios no Corinthians. Por exemplo, viajou antes dos demais jogadores para o Rio de Janeiro para escapar de protestos da torcida flamenguista. O planejamento da viagem ao Rio, aliás, foi todo voltado para preservar o atleta.

Dentro do elenco corintiano, o discurso é de que Ronaldo é um grande companheiro e que merece estar entre os titulares. Porém, não é unanimidade. Antes mesmo dos jogos das oitavas da Libertadores, Iarley cobrava maior espaço.

Na semana do duelo contra o Flamengo, Ronaldo passou sem dar declarações. Na saída do Maracanã, apenas Mano deu entrevista coletiva e os demais atletas passaram direto para o ônibus, fortemente escoltado por seguranças na saída do Maracanã.

Tudo porque a pressão no Corinthians ficou ainda maior com a possibilidade da eliminação na Libertadores. O torneio sul-americano concentrou os investimentos da temporada. É o grande sonho do ano do centenário.

Os dias até o confronto de volta contra o Flamengo prometem ser conturbados no Parque São Jorge. O treino desta quinta-feira não foi liberado para a imprensa. Mano deve reunir os jogadores para tentar colocar ordem na casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.