Divulgação
Divulgação

Fora do Palmeiras, Bruno reforça a equipe de Ronaldo nos EUA

Goleiro não renova e acerta com o Fort Lauderdale Strikers

Estadão Conteúdo

01 de janeiro de 2016 | 13h57

Após se despedir do Palmeiras, que optou por não renovar o seu contrato, o goleiro Bruno definiu o seu futuro. O Fort Lauderdale Strikers, clube que disputa a NASL, uma liga de futebol dos Estados Unidos, anunciou a contratação do brasileiro, que vestirá a camisa de número 1.

Além de contratar Bruno, o Fort Lauderdale Strikers também definiu quais serão os seus outros dois goleiros em 2016. São eles: Diego Restrepo, que estava no futebol venezuelano, e Matias Reynares, de apenas 17 anos. "Bruno tem experiência de ter jogado por um dos maiores times do Brasil", elogiou o técnico Caio Zanardi.

Campeão paulista de 2008 e da Copa do Brasil de 2012, Bruno defendeu o Santa Cruz na temporada 2014, mas ainda tinha vínculo com o Palmeiras, com quem teve contrato por 18 anos. O goleiro apareceu como um dos sucessores do goleiro Marcos, mas não conseguiu corresponder às expectativas.

O seu melhor momento no Palmeiras foi justamente em seu último título, quando acabou sendo eleito o melhor goleiro da Copa do Brasil de 2012. Seu pior momento foi em 2013, quando o Palmeiras foi eliminado da Copa Libertadores pelo Tijuana, após falha do goleiro, o que o levou a ser considerado por torcedores como o principal responsável pela queda nas oitavas de final.

Além de ter o brasileiro Caio Zanardi como técnico, o Fort Lauderdale Strikers tem o ex-jogador Ronaldo como um dos seus proprietários. O elenco também conta com jogadores brasileiros, como o lateral Gabriel.

Em janeiro, o Fort Lauderdale Strikers vai participar da Florida Cup, com duelos contra Schalke 04 e Independiente Santa Fé, e também disputará um amistoso contra o Corinthians no dia 23. Em 2015, o time foi apenas o oitavo colocado na NASL, disputada por 11 times.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.