Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Fora do Paulista, Hyoran vai passar por trabalho semelhante a Vitinho no Palmeiras

Reforço ex-Chapecoense terá atividades de reforço muscular e para melhorar a capacidade física

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 Fevereiro 2017 | 16h30

O meia Hyoran vai passar por um tratamento específico na parte física para poder estrear em competições oficiais pelo Palmeiras. O clube entende que a situação do jogador ainda não é a ideal para disputar torneios e, por isso, optou por deixá-lo fora da relação de 28 inscritos no Campeonato Paulista. Também foram cortados os volantes Arouca e Rodrigo, mais o goleiro Fuzato.

Hyoran cumprirá um cronograma de fortalecimento muscular similar ao do meia Vitinho. A revelação de 18 anos ganhou 8 kg de massa muscular nos últimos quatro meses e começo o ano com boas atuações. "O Hyoran passou por um período difícil no fim do ano passado, oscilou na questão física e muscular. Foi detectado isso. O Palmeiras tem contrato com ele por quatro anos, então decidimios investir no ganho de capacidade muscular e física dele", explicou nesta sexta-feira o técnico Eduardo Baptista.

Revelado na Chapecoense, Hyoran, de 23 anos, sofreu lesão no joelho direito no fim do ano passado. O problema afastou o jogador das partidas finais da equipe temporada. No período em que ficou afastado, o meia não foi relacionado para a final da Sul-Americana de 2016, viagem que acabou com a tragédia na queda de avião nos arredores de Medellín, na Colômbia. O Palmeiras investiu cerca de R$ 6 milhões na contratação dele. 

O Palmeiras entregou a lista dos inscritos para o Campeonato Paulista na quinta-feira. A relação com os 28 nomes pode ser alterada até o dia 3 de março. "Foi difícil escolher. São muitos bons jogadores", lamentou Baptista. O volante Rodrigo foi cortado porque está em negociação para deixar o clube. O jogador sequer treinou com o elenco nesta sexta-feira, no Allianz Parque. As outras baixas na lista foram do quarto goleiro, Fuzato, e o volante Arouca.

No caso de Arouca, a escolha foi por uma lesão no tornozelo direito. O atleta foi submetido a uma cirurgia no sábado. "Acho que dentro de 40 dias ele deve ser liberado para voltar a treinar com o restante da equipe", contou o técnico em entrevista nesta sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.