Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Forças Armadas farão segurança de evento Fifa em Santa Catarina

Presidente Dilma Rouseff autorizou exército devido ao receio da presença de Black Blocs

Ayr Aliski e Luci Ribeiro, Agência Estado

14 de fevereiro de 2014 | 17h06

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff autorizou nesta sexta-feira a atuação das Forças Armadas em tarefas para garantir a segurança do Congresso Técnico da Fifa, informa o Ministério da Defesa. O evento reunirá em Florianópolis, entre os dias 18 e 20 de fevereiro, os treinadores e representantes das 32 seleções classificadas para a Copa do Mundo, com o objetivo de passar a todos participantes informações relacionadas ao Brasil, com toda a logística para a disputa da competição.

Portaria do Ministério da Justiça já havia sido publicada no dia anterior autorizando a presença da Força Nacional de Segurança na capital catarinense para conter eventuais episódios de violência e tumultos decorrentes de manifestações sociais ou da ação dos chamados "black blocs". Nesta sexta-feira, uma nova decisão ampliou o esquema de segurança. Dessa forma, as Forças Armadas vão liderar o trabalho e contarão com o apoio da Força Nacional, explica o Ministério da Defesa.

O pedido de reforço para a segurança do evento foi feito pelo governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD). As equipes serão escaladas para trabalhar no evento de 18 a 21 de fevereiro, prazo que poderá ser estendido se necessário. O Congresso Técnico da Fifa será realizado na praia do Santinho, em Florianópolis. Mais de mil pessoas são esperadas para o evento, segundo informações da Polícia Militar de Santa Catarina.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014Copa do MundofutebolFifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.