Issei Kato/Reuters
Issei Kato/Reuters

Force India confirma permanência de Sergio Pérez para a temporada de 2019 da F-1

Piloto mexicano renova contrato iniciado em 2014; companheiro de equipe ainda não está definido

Estadão Conteúdo

18 Outubro 2018 | 15h46

A Force India confirmou nesta quinta-feira Sergio Pérez como um dos seus dois pilotos titulares para a próxima temporada da Fórmula 1. O mexicano está na equipe desde 2014, tendo feito sua estreia na categoria com a Sauber em 2011.

A companheiro de Pérez ainda não foi oficialmente definido, mas o canadense Lance Stroll, que será substituído pelo britânico George Russell na Williams, deve ocupar a vaga na equipe agora pertencente a um consórcio liderado por seu pai, Lawrence.

"Estou satisfeito que Sergio continue sua jornada conosco em 2019", disse o diretor da equipe da Force India, Otmar Szafnauer. "Nos últimos cinco anos, Sergio confirmou sua posição como um dos pilotos mais talentosos e consistentes da Fórmula 1. Ele nos dá estabilidade valiosa no futuro e é um grande trunfo para a equipe. À medida que começamos um empolgante novo capítulo na vida deste time, estamos muito satisfeitos que Sergio irá correr conosco daqui para frente."

Atualmente em sétimo lugar no Mundial e primeiro piloto fora das três melhores equipes (Mercedes, Ferrari e Red Bull) da F-1 a subir ao pódio em 2018, Pérez também exibiu alívio por ter acertado a sua permanência na Force India para 2019.

"Estou muito feliz por finalmente anunciar meu futuro e estou realmente motivado", ressaltou o mexicano. "A Force India é a minha casa desde 2014 e me permitiu crescer como piloto e mostrar minhas habilidades", acrescentou.

Com 53 pontos conquistados na temporada, Perez está otimista para 2019. "Conseguimos tanto sucesso nas últimas cinco temporadas, mas acho que o melhor ainda está por vir. O novo investimento do qual a equipe está desfrutando me enche de confiança e estou muito empolgado com o futuro", enfatizou.

Veja como estão formadas as equipes da F-1 para 2019 até agora:

Mercedes - Lewis Hamilton e Valtteri Bottas

Ferrari - Sebastian Vettel e Charles Leclerc

Red Bull - Max Verstappen e Pierre Gasly

Renault - Daniel Ricciardo e Nico Hülkenberg

Haas - Romain Grosjean e Kevin Magnussen

McLaren - Carlos Sainz e Lando Norris

Force India - Sergio Pérez e piloto a ser definido

Toro Rosso - Daniil Kvyat e piloto a ser definido

Sauber - Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi

Williams - George Russell e piloto a ser definido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.