Forlán diz que gostaria de voltar a jogar ao lado de Riquelme

Substituir Torres não é um peso, diz uruguaio, que viaja segunda-feira a Madri

AFP

14 de julho de 2007 | 09h06

O atacante uruguaio Diego Forlán, desde a concentração de sua seleção na Venezuela analisou e valorizou seus futuros companheiros de equipe no Atlético de Madrid, para onde acabou de ser transferido, mas confessou que "seria muito bom voltar a jogar com Riquelme".O artilheiro uruguaio, que chega na segunda-feira à capital espanhola para ser apresentado como novo jogador da equipe madrilenha.O atacante reconheceu que "quase todos os dias" fala com o meia argentino Juan Roman Riquelme, seu ex-companheiro de Villarreal, e que gostaria de voltar a jogar com ele porque "sua qualidade é incrível e o ter ao lado é sempre bom. Se chegar a uma nova reunião com o Atlético de Madrid seria muito bom, mas não é fácil".Quanto ao argentino que joga no Atlético, Sergio ´kun´ Agüro, Forlán disse que se sentia compatível e complementário. "Somos distintos (...) Ele é mais explosivo nos metros finais e eu me movo mais pela frente", comparando a característica do jogador ao brasileiro Romário."Agüero é dos que marca enquanto dorme. Ou ao menos é o que pensam os zagueiros", disse Forlán, explicando que o mesmo se sucedia com o tetracampeão brasileiro, mas "enquanto é jovem ainda não se pode colocar a mesma pressão como se fosse com Romário", concluiu.Quanto à inevitável comparação com o ´niño´ Fernando Torres, a estrela emblemática do clube, vendido ao Liverpool, Forlán diz que "não pesará"."É o jornalismo que vai se encarregar de tudo isso (...) Somos dois atacantes e fazemos gols, mas somos diferentes. A única coisa que tenho que fazer é jogar como sei."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.