Massimo Pinca/Reuters
Massimo Pinca/Reuters

Forma e comportamento de Cristiano Ronaldo são questionados na Itália

Decisão do português de não ficar no banco de reservas e deixar o estádio após substituição escancara atrito com treinador

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2019 | 09h32

A forma física e a atitude de Cristiano Ronaldo passaram a ser questionados depois de sua reação raivosa a uma substituição durante a vitória da Juventus sobre o Milan e sua decisão de deixar o estádio antes do apito final. Para tentar acalmar os ânimos, técnico Maurizio Sarri disse que o jogador vem sofrendo com uma lesão no joelho há algum tempo e isso tem deixado o atleta frustrado.

O português olhou feio para Sarri e foi direto para o túnel depois de ser substituído aos 10 minutos do segundo tempo no domingo, provocando críticas generalizadas lideradas por Fabio Capello, ex-técnico do Real Madrid, da Juventus e da Inglaterra.

"Cristiano Ronaldo não dribla um jogador há três anos, e lembro de quando ele conseguia deixá-los no chão", disse Capello ao canal Sky Sport Italia. "Sarri teve razão de tirá-lo. O fato de que ele não se sentou no banco não foi uma boa imagem."

Sarri disse que o português levou uma pancada no joelho no treinamento um mês atrás e que ainda sente os efeitos. "Quando ele treina com alta intensidade e joga partidas, sente alguma dor. Ele não consegue treinar muito forte e tem dificuldade quando chuta a bola".

O treinador acrescentou que Ronaldo também está tendo problemas na coxa e na panturrilha, o que faz com que se questione se o atacante está assumindo riscos desnecessários ao jogar e se não deveria se afastar por algum tempo para recuperar a forma plena.

Ronaldo tem pela frente duas partidas pela seleção de Portugal, e quer ajudar os campeões europeus a garantirem sua vaga na Euro 2020 e se aproximar da marca de 100 gols com a seleção.

Atualmente ele tem 95 gols e, dado seu histórico, não é inconcebível que consiga chegar à centena diante da Lituânia e de Luxemburgo - se puder jogar.

Reunião

Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, Cristiano Ronaldo terá uma reunião com Fabio Paratici e Pavel Nedved, diretor esportivo e vice-presidente, respectivamente, para explicar sua atitude contra o Milan. Os dirigentes querem evitar que a situação se repita e que outras polêmicas se voltem ao clube, que está focado na conquista da Liga dos Campeões. /Com informações da Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.