Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Formiga deve quebrar recorde com sétima participação em Copa do Mundo

Convocada, meia de 41 anos entra para a história do futebol e se torna, contando homens e mulheres, como a atleta que mais vezes disputou um Mundial

Andrew Downie, Reuters

16 de maio de 2019 | 16h12

Meio-campista de 41 anos, convocada para a seleção brasileiraFormiga vai se tornar a primeira jogadora, entre mulheres e homens, a participar de sete edições da Copa do Mundo, após convocação para o torneio feminino da França nesta quinta-feira.

A jogadora do Paris St Germain atualmente divide o recorde de participações em seis Copas do Mundo com Homare Sawa, que levou a equipe feminina do Japão ao título no campeonato de 2011.

No torneio masculino, três jogadores disputaram cinco Copas -- os mexicanos Rafael Márquez e António Carbajal e o alemão Lothar Matthaeus. Se Formiga entrar em campo na França, será a mulher mais velha a jogar em uma Copa do Mundo.

O time feminino do Brasil é composto por outros rostos conhecidos além de Formiga, incluindo Marta, a vencedora de seis Bolas de Ouro. Marta é uma das maiores artilheiras da Copa do Mundo, com 15 gols.

Campeão da Copa América, o Brasil compõe o grupo C ao lado da Jamaica, da Itália e da China. A Copa do Mundo começa dia 07 de junho. Embora esteja presente em todas as sete edições da Copa do Mundo feminina, a equipe brasileira ainda não levantou o troféu mais desejado, tendo o vice-campeonato de 2007 na China como seu melhor resultado.

As jogadoras brasileiras chegam à França com uma campanha marcada por nove derrotas, o pior resultado da história da equipe. O Brasil ocupa o décimo lugar na lista mundial, sua colocação mais baixa desde a fundação do ranking. (Reportagem de Andrew Downie)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.