LC Moreira
LC Moreira

Fortaleza afasta Lucas Crispim por festejar aniversário com o clube em crise

Os jogadores já estão na mira da torcida, após protesto no aeroporto depois da derrota para o Avaí, na última rodada

Redação, Estadão Conteúdo

18 de junho de 2022 | 16h30

Lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas uma vitória, o Fortaleza afastou, neste sábado, o meio-campo Lucas Crispim por tempo indeterminado. O jogador acabou punido por dar uma festa de aniversário nesta sexta-feira em uma casa de praia no Porto das Dunas. Antes, os jogadores tinham sido alvo de protesto no aeroporto da capital cearense após a derrota para o Avaí no meio de semana. Na confusão, o atacante Robson foi agredido ao parar para conversar com um grupo de torcedores.

Em nota oficial, o clube tentou justificar a sua decisão relacionando a festa com o momento delicado que o Fortaleza vem passando no Brasileiro. "Os atletas, obviamente têm direito ao lazer. No entanto, devem saber que há momentos e formas adequadas para isso", disse em nota oficial.

Pouco aproveitado pelo técnico argentino Juan Pablo Vojvoda, Crispim perdeu espaço no elenco para Juninho Capixaba no meio-campo. A diretoria deve ser reunir nesta semana para definir o futuro do atleta de 28 anos, mas a tendência é que ele deixe o clube.

Dono da pior campanha no Nacional, o Fortaleza soma sete pontos e tem um aproveitamento de apenas 19,4%. Em doze partidas, marcou apenas nove gols. A equipe, que teve um respiro ao derrotar o Flamengo no Maracanã, voltou a cair de produção após o triunfo no Rio. Nos últimos três compromissos, foram dois empates e uma derrota pela competição.

Em péssima situação no Campeonato Brasileiro, o time tem partidas decisivas pela frente no calendário. Pela Copa do Brasil, neste meio de semana, a equipe do técncio Vojvoda encara o Ceará no primeiro jogo mata-mata das oitavas de final.

Já pela Libertadores, também pela fase oitavas de final, a equipe nordestina recebe o Estudiantes, da Argentina, no próximo dia 30 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.