Werther Santana / Estadão
Werther Santana / Estadão

Fortaleza quer Ceni por um ano e salário superior a R$ 150 mil

Paralelamente à busca por um treinador, clube tenta conseguir um acordo de publicidade para a próxima temporada

O Estado de S.Paulo

08 Novembro 2017 | 14h38

O ex-técnico do São Paulo, Rogério Ceni, conversou pessoalmente na última terça, com o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, em São Paulo, para dar continuidade às conversas sobre a possível contratação do ex-goleiro como treinador da equipe cearense. O interesse vem desde a saída do técnico Antônio Carlos Zago, no fim do mês passado, como informou o Estado.

Presidente do Fortaleza confirma interesse em Rogério Ceni para ano do centenário

As negociações avançaram e agora Ceni analisa uma proposta do time leonino. A diretoria espera ter uma resposta definitiva até o fim desta semana. Pelo menos outros dois técnicos estão sendo sondados pelo clube.

Paralelamente à busca por um treinador, de acordo com Paz, o clube tenta conseguir um bom acordo de publicidade para a próxima temporada. A diretoria tem conversas adiantadas com a Caixa Econômica Federal. Um dos desafios para a próxima temporada, em que o clube celebra seus 100 anos, é ter autossuficiência financeira e, para isso, além do patrocínio, o Fortaleza aposta na valorização da marca do clube e no apoio da torcida, em bilheteria e no programa sócio-torcedor.

Em busca de mais recursos, o clube deu garantias a Ceni e, apesar de não haver uma confirmação oficial sobre detalhes da proposta, informações locais são de um salário de mais de R$ 150 mil para um contrato de um ano, autonomia na montagem da equipe, além de três auxiliares técnicos, de acordo com o jornal cearense O Povo.

Nesta quarta, o clube emitiu um comunicado confirmando as negociações com Ceni. Confira na íntegra: "O Fortaleza Esporte Clube confirma negociações com Rogério Ceni, entretanto, não oficializa a contratação do treinador. Presidente Marcelo Paz esteve em São Paulo para conversar sobre os planos do Fortaleza Esporte Clube para 2018, tendo bom alinhamento e afinidade de ideias e projetos. A diretoria tricolor irá se pronunciar oficialmente no momento que houver definição sobre o comando técnico do time."

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.