Anderson Stevens/ Sport
Anderson Stevens/ Sport

Fortaleza e Sport provam força caseira e fazem final inédita da Copa do Nordeste

Time de Juan Pablo Vojvoda elimina o Náutico; já equipe da Ilha do Retiro despacha o CRB no torneio regional

Redação, Estadão Conteúdo

27 de março de 2022 | 22h59

Fortaleza e Sport farão inédita decisão da Copa do Nordeste. A final será em dois jogos, com o clube cearense decidindo em casa por ter a melhor campanha na soma de todas as fases. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também confirmou datas e horários dos embates. A partida de ida será disputada na quinta-feira, às 21h35, na Arena Pernambuco. O duelo de volta será no domingo, às 18h30, na Arena Castelão.

A classificação do Sport veio neste domingo, com um triunfo por 3 a 1 sobre o CRB, na Arena Pernambuco. O destaque da semifinal foi o atacante Parraguez, autor de dois gols. Luciano Juba fez o outro, enquanto Anselmo Ramon descontou. Nas quartas de final, o time pernambucano havia eliminada outro alagoano: o CSA, nos pênaltis.

Em um primeiro tempo dominante, o Sport praticamente definiu a classificação. Logo de cara, Parraguez fez 1 a 0, em uma cabeçada certeira. O próprio chileno ampliou, aos 21, ao tocar na saída do goleiro Diogo Silva. O CRB só foi diminuir no segundo tempo, com Anselmo Ramon, mas Luciano Juba tratou de definir a classificação à final da Copa do Nordeste.

O Sport é dono de três conquistas e pode chegar no hall dos maiores campeões, uma vez que Bahia e Vitória somam quatro taças cada. A última vez que o clube pernambucano levantou o troféu foi em 2014, diante do Ceará.

FORTALEZA

Com a segunda melhor campanha da fase de grupos, atrás apenas do seu arquirrival Ceará, o Fortaleza chegou à final após passar pelo Atlético-BA nas quartas com uma goleada por 5 a 1, e pelo Náutico, no sábado, com triunfo por 2 a 0.

Dono do melhor ataque da competição, o Fortaleza segue invicto no torneio e derrotou o Náutico, no Castelão, neste sábado, com certa facilidade. O clube cearense dominou o embate desde o início e marcou com Robson, ainda no primeiro tempo, e com Romero, na segunda etapa.

A vantagem poderia ter sido maior. O Fortaleza perdeu um pênalti cobrado por Matheus Vargas e defendido pelo goleiro Lucas Perri. A equipe comandada por Juan Pablo Vojvoda vai em busca do segundo título da Copa do Nordeste. O primeiro foi em 2019, diante do Botafogo-PB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.